GRUPOS FUNCIONAIS E SUA IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA NA VEGETAÇÃO ARBÓREA, EM UM REMANESCENTE FLORESTAL URBANO UBERLÂNDIA, MG, BRASIL

Autores

  • Vagner Santiago do Vale
  • Marieta Caixeta Dorneles
  • Ivan Schiavini
  • Elisângela Tufi Mendonça
  • Caroline Gomes de Almeida

Palavras-chave:

Ecologia de Comunidade, Florestas Tropicais, Fragmento Urbano.

Resumo

Este estudo tem como objetivo a análise de grupos funcionais de um fragmento de floresta estacional semidecidual urbano na cidade de Uberlândia-MG e qual a importância desses grupos ao longo do ano. Foi utilizado um hectare com amostras de todos os indivíduos com CAP > 15 cm. As características utilizadas para a formação dos grupos funcionais foram: 1) síndrome de dispersão, 2) sindrome de polinização e 3) tolerância à dessecação de sementes. Foi elaborada uma matriz de presença/ausência pelo qual foi realizado o coeficiente de similandade de Jaccard entre as espécies. A partir desses coeficientes construiu-se um dendrograma. utilizando-se a média de grupo (UPGMA). Sete grupos funcionais foram encontrados, quatro ornitocóricos, dois mastocóricos e apenas um grupo anemocórico. A maior diversificação de polinizadores foi visualizada nos grupos zoocóricos. demonstrando a importância da fauna para a diversificação funcional da flora. O grupo anemocórico apresentou como polinizador único as abelhas e foi tipicamente ortodoxo, cujas sementes perduram no ambiente podendo formar um banco de sementes. Sementes recalcitrantes foram encontradas em dois grupos, devido a estas serem provenientes de frutos carnosos. Este trabalho demonstra a importância e o potencial de recursos deste fragmento urbano e sua capacidade de sustentar a fauna local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-07

Como Citar

Santiago do Vale, V., Caixeta Dorneles, M., Schiavini, I., Tufi Mendonça, E., & Gomes de Almeida, C. (2019). GRUPOS FUNCIONAIS E SUA IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA NA VEGETAÇÃO ARBÓREA, EM UM REMANESCENTE FLORESTAL URBANO UBERLÂNDIA, MG, BRASIL. Revista Ouricuri, 2(2), 073–095. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/ouricuri/article/view/6435

Edição

Seção

Artigos de Revisão