A oralidade na construção historiográfica local: a Cantiga de aboio como veículo de (re) memorização Dos “encourados de pedrão”

  • Wellington de Souza Madureira Universidade do Estado da Bahia, Pós-Crítica.

Resumo

Resumo: A construção desse artigo tem como objeti­vo buscar nas narrativas orais dos cânticos de aboio, entoados pelos vaqueiros da cidade de Pedrão, na Bahia, indícios do movimento histórico denominado “Encourados de Pedrão”. Assim, intenta­se tecer re­flexões sobre a importância das produções locais, por vezes fragmentadas, esquecidas ou silenciadas, mas, ao mesmo tempo, inscritas na memória, analisando os escritos que testemunham os modos de vida de grupos sociais.

Palavras­chave: Aboio. Vaqueiros. Memória. Passado histórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-02-15
Métricas
  • Visualizações do Artigo 159
  • PDF downloads: 85