Prática de Games: um universo de efeitos e sentidos

  • Adelaide Maria de Lima Magedanz Universidade do Estado da Bahia, Pós-Crítica.

Resumo

Resumo: Nos últimos anos, os games se tornaram parte integrante da nossa cultura e atravessam a vida diária de crianças e adolescentes. Caracteriza-se como um universo dinâmico, híbrido, uma prática comtemporânea com significados culturais, escolhido pelos jovens, adolescentes e crianças, para brincarem livremente, longe dos olhares disciplinadores de pais e professores. Nesse sentido, procura-se problematizar de que forma os adolescentes constroem sentidos através da cultura dos games, verificar as possíveis implicações na sua vida escolar, buscando entender no que consistem as suas experiências e formas de interação usadas durante o jogo, evidenciadas em suas falas. Essa questão se efetivará mediante a observação de adolescentes, que têm no uso do videogame uma prática recorrente, e de entrevistas orientadas e semiestruturadas; também análise documental e diário de pesquisa. Terá caráter interpretativo, a análise dos dados será qualitativa, norteada pelos autores Bortoni-Ricardo (2009) e Denzin e Lincoln (2006), tendo em vista uma maior compreensão do discurso dos entrevistados. As questões que nortearão esta pesquisa são: 1) De que forma os adolescentes constroem sentidos através da prática de videogame? 2) Quais as implicações da prática de games na vida escolar dos adolescentes? Utilizando referenciais teóricos do campo dos estudos de novos letramentos e partindo do conceito de jogo apresentado por Huizinga (2012) e Santaella (2007). Com essa pesquisa, espera-se resultados que venham contribuir para a minha própria prática, trazendo novos olhares relacionados aos jogos digitais na escola.

Palavras-Chave: Games. Letramentos. Sentidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-02-14
Métricas
  • Visualizações do Artigo 151
  • PDF downloads: 217