AS POLÍTICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES E O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO NO CONTEXTO DAREESTRUTURAÇÃO CAPITALISTA NO BRASIL

Autores

  • Lúcia Mendonça Ribeiro Universidade Federal de Alagoas (UFAL).
  • Copérnico Mota Silva PMBA - Polícia Militar da Bahia .

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2012.v21.n37.p%25p

Resumo

Analisando, em especial, as mudanças ocorridas na economia mundial nos últimos 20 anos, este texto busca esclarecer seus impactos sobre a burguesia brasileira e a adesão desta aos postulados da política neoliberal da terceira via, para então fazer

uma reflexão sobre as consequências deste Proces-so na formação para o trabalho e, especialmente, na política de formação de professores. Na educa-ção básica, um novo perfil docente é requerido para formar o trabalhador nas novas exigências para o ingresso no mundo do trabalho, o que perpassa pela adequação das instituições formado-ras e pelo acúmulo de novas funções para o professor e pelo aumento do controle sobre sua atividade distanciando-o cada vez mais de sua função social. Faz-se,em seguida, uma reflexão sobre as definições em tal área contidas no novo Plano Nacional de Educação, concluindo com algumas considerações.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Mendonça Ribeiro, Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Pedagoga, Mestre em Educação Brasileira. Doutoranda em História e Políticas Públicas da Educação Brasileira pelo Programade Pós-Graduação em Educação/Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Copérnico Mota Silva, PMBA - Polícia Militar da Bahia .

Possui graduação em Gestão de Segurança Pública pela Academia da Polícia Militar da Bahia (1986) e Mestrado em Educação Brasileira pela Universidade Federal de Alagoas (2008). Atualmente é Oficial Superior da PMBA - Polícia Militar da Bahia . Tem experiência na área de Gestão da Escola e Administração, com ênfase em Administração Pública.

Referências

AGUIAR, Márcia Angela Silva; MELO, Maria Márcia Oliveira. Pedagogia e faculdades de educação: vicissitudes e possi-bilidades da formação pedagógica e docente nas IFES. Educação e Sociedade, Campinas, v. 26, n. 92, p. 959-

, out. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v26n92/v26n92a12.pdf>. Acesso em: 12 jul. 2011.

ALVES, Giovanni; PUZIOL, Jeinni Kelly Pereira. As metamorfoses do mundo social do trabalho e a educação

profissional: elementos para uma crítica da ideologia da educação profissional disseminada pela UNESCO no Brasil.

Revista da Rede de Estudos do Trabalho, São Paulo, ano IV, nº. 6, maio 2010. Disponível em:

estudosdotrabalho.org/7RevistaRET6.pdf>. Acesso em: 07 ago. 2011.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. Atuação da CNI. Brasília: CNI, 2011. Disponível em:

www.cni.org.br/portal/data/pages/FF80808121B517F40121B54C10944719.htm>. Acesso em: 12 jul. 2011.

FORMIGA, Manuel Marcos Maciel. Engenharia para o desen-volvimento: inovação, sustentabilidade, responsabilidade

social como novos paradigmas. Brasília: SENAI/DN, 2010. Disponível em: <http://www.cni.org.br >.Acesso em: 08 jun. 2011.

GRAMSCI, Antonio. Concepção dialética da história. Tradução Carlos Nelson Coutinho. 10. Ed. Rio de Janeiro:Civilização Brasileira, 1995.

______. Introdução ao estudo da filosofia. A filosofia de Benedetto Croce. In: Cadernos do cárcere. Tradução Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

HELENE, Otaviano; MATSUSHIGUE, Lighia B. Horodynski. Considerações sobre um novo Plano Nacional de Educação. Revista Universidade e Sociedade, Brasília, ano XX, n. 47, p. 159-164, fev. 2011.

MALANCHEN, Julia; VIEIRA, Suzane Rocha. A política brasileira de formação de professores: repercussõessobre o trabalho docente. In: SEMINÁRIO DA REDE ESTRADO, 6., 2006, Rio de Janeiro. Anais eletronicos...Rio de Janeiro, UERJ, 2006, p. 1-15. Disponível em:<http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/a_politica_brasiliera_de_form.pdf>. Acesso em: 15 maio, 2011.

MARTINS, André Silva. A direita para o social. A educação da sociabilidade no Brasil contemporâneo. Juiz de Fora: UFJF, 2009.

MAUÉS, Olgaíses Cabral. Reformas internacionais da educação e formação de professores. Cadernos de Pesquisa,

n. 118, p. 89-117, mar., 2003. Disponível em: <http://www.oei.es/docentes/articulos/reformas_internacionales_educacion_formacion_profesores.pdf>. Acesso em: 21 maio 2011.

MELO, Adriana Almeida Sales de. A mundialização da educação. Consolidação do projeto neoliberal na América

latina. Brasil e Venezuela. Maceió: EDUFAL, 2004.

NEVES, Lúcia Maria Wanderley; FERNANDES, Romildo Raposo. Política neoliberal e educação superior. In:

NEVES, Lúcia Maria W (Org.). O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil

dos anos 1990. São Paulo: Xamã, 2002. p. 21-40.

______. A nova pedagogia da hegemonia: estratégias do capital para educar o consenso. São Paulo: Xamã, 2005.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. A educação em tempos de neoliberalismo. Tradução Claudia Schilling. Porto Alegre:

Artmed, 2003.

SCHEIBE, Lêda. Valorização e formação dos professores para a educação básica: questões desafiadoras para um novo plano nacional de educação. Revista Educação e Sociedade, v. 31, n. 112, p. 981-1000, jul.set. 2010. Disponível

em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v31n112/17.pdf>. Acesso em: 12 jun. 2011.

SILVA, Copérnico M. Gestão estratégica da educação no Colégio da Polícia Militar da Bahia: realidades e perspe-ctivas. 2008. 209 f. Dissertação (Mestrado em Educação Brasileira)– Centro de Educação. Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2008. Disponível em: <http://www.cedu.ufal.br>. Acesso em: 21 maio 2011.

SOUZA, Thaís Rabello de. (Con)formando professores eficazes: a relação política entre o Brasil e a Organização

para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). 2009. 300 f. Dissertação (Mestrado em Educação)

– Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2009. Disponível em: <http://www.uff.br/pos_educacao/joomla/images/stories/Teses/thais%20rabello.pdf>. Acesso em: 21 maio 2011.

VIEIRA, Sofia Lerche. Educação básica: política e gestão da escola. Fortaleza: Liber Livro, 2008.

Publicado

2013-09-02

Como Citar

RIBEIRO, L. M.; SILVA, C. M. AS POLÍTICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES E O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO NO CONTEXTO DAREESTRUTURAÇÃO CAPITALISTA NO BRASIL. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 21, n. 37, 2013. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2012.v21.n37.p%p. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/456. Acesso em: 27 fev. 2024.