Território e currículo

relações interdisciplinares entre estudos territoriais e educação social

Autores

  • Maria Celeste Reis F. de Souza Secretária Municipal de Educação de Governador Valadares
  • ludmylla Karinne Trigueiro Meireles
  • Maria Gabriela Parenti Bicalho Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2015.v24.n43.p135-145

Palavras-chave:

Currículo. Educação social. Território.

Resumo

As discussões apresentadas neste artigo se sustentam nos resultados de uma
investigação, de cunho bibliográfico, que buscou estabelecer conexão interdisciplinar entre o campo da geografia, no qual os estudos territoriais se estabelecem, e o campo da educação social. O objetivo dessas discussões é propor reflexões sobre o território e a educação social, e suas contribuições para as práticas curriculares em espaços não escolares. Sob a ótica das teorias críticas, que negam a neutralidade do currículo, buscase explicitar os vínculos que se estabelecem entre conhecimento, relações (sociais e de poder) e conscientização, considerando a espacialidade como constitutivas dessas
relações. Nas experiências de educação que se constituem em espaços não escolares (e escolares), os sujeitos são os atores centrais para a construção do currículo, como portadores, nas práticas educativas, de vividos territoriais. As conclusões do estudo apontam para a importância de se considerar o território como constituinte dos sujeitos e, portanto, como constituinte das práticas educativas e elemento a se considerar no campo da pesquisa em educação, especialmente na educação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Celeste Reis F. de Souza, Secretária Municipal de Educação de Governador Valadares

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós-Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Sergipe.

ludmylla Karinne Trigueiro Meireles

Graduada em Pedagogia. Estudante do Curso de Pós-graduação Lato Sensu em Psicopedagogia na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Maria Gabriela Parenti Bicalho, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora Adjunta do Departamento de Medicina. Universidade Federal de Juiz de Fora. Campus Avançado Governador Valadares.

Referências

ARROYO, Miguel G. Currículo, território em disputa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

______. Pedagogias em movimento: o que temos a aprender com os movimentos sociais? Currículo sem Fronteiras, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 28-49, jan./jun. 2003. Disponível em: <http://www.curriculosemfronteiras.

org/vol3>. Acesso em: 18 out. 2014.

______. Educação de jovens e adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria A.; GOMES, Nilma L. (Org.). diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 19-50.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 2, de 19 de maio de 2010. Diário Oficial [da] República Federativa do brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 20 maio 2010. Seção 1, p. 20.

BRUNET, Roger. Et al. les mots de la Géographie. Paris: La Documentation Française, 1993.

CHARLOT, Bernard. A pesquisa educacional entre conhecimentos, políticas e práticas. revista brasileira de educação, v. 11, n. 31, p. 7-18, jan./abr. 2006.

COSTA, Rogério H. da. omito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2009.

FAZENDA, Ivani, C. A. (Org.). didática e interdisciplinaridade. 9. ed. Campinas, SP: Papirus, 2005.

FRANCO, Maria Amélia S. Pedagogia como ciência da educação. São Paulo: Papirus, 2003.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 3. ed. São Paulo: Moraes, 1980.

______. educação e mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

______. aimportância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 1984.

Publicado

2015-06-19

Como Citar

SOUZA, M. C. R. F. de; MEIRELES, ludmylla K. T.; BICALHO, M. G. P. Território e currículo: relações interdisciplinares entre estudos territoriais e educação social. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 24, n. 43, p. 135–145, 2015. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2015.v24.n43.p135-145. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/1320. Acesso em: 15 abr. 2024.