O mundo do trabalho como espaço formativo feminino nas primeiras décadas do século XX

Autores

  • Karina Regalio Campagnoli Universidade Estadual de Ponta Grossa

DOI:

https://doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n63.p257-269

Palavras-chave:

Formação feminina; Educação das mulheres; Gênero feminino.

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir sobre algumas possibilidades de formação feminina durante as três primeiras décadas do século XX, por meio da gradativa inserção das mulheres no universo do trabalho remunerado fora do lar. Optou-se pela metodologia de pesquisa documental com análise qualitativa, investigando-se os arquivos do jornal Diário dos Campos, cuja sede encontra-se na cidade de Ponta Grossa – Paraná. Observou-se que, concomitantemente às profissões tradicionalmente compreendidas como adequadas para as mulheres, o gênero feminino também enfrentou os desafios de se inserir em ocupações mais arrojadas para elas neste contexto histórico. Conclui-se que o jornal Diário dos Campos promoveu a circulação de diversas notícias e reportagens que sinalizavam as oportunidades de formação feminina perpassadas pelo mundo do trabalho, possibilitando uma formação não somente profissional, mas também, social e humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karina Regalio Campagnoli, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Professora do Departamento de Pedagogia da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG

Publicado

2021-09-29

Como Citar

CAMPAGNOLI, K. R. O mundo do trabalho como espaço formativo feminino nas primeiras décadas do século XX. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, [S. l.], v. 30, n. 63, p. 257–269, 2021. DOI: 10.21879/faeeba2358-0194.2021.v30.n63.p257-269. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/10662. Acesso em: 16 jun. 2024.