DESCONSTRUÇÃO E INCLUSIVIDADE NAS AULAS REMOTAS DE HISTÓRIA: NÃO EXISTE LÁPIS COR DE PELE

  • José Luiz Xavier Filho
  • José Luiz Xavier Filho
Palavras-chave: Educación antirracista. Enseñanza de la historia. Proyecto pedagógico.

Resumo

Este artigo é fruto de um projeto pedagógico realizado em 2020, dentro do ensino remoto, com turmas do 6º ano do ensino fundamental dos anos finais de nome: “Esse lápis não me representa”, objetivando a reafirmar a importância da aplicação da Lei 10.639/2003 como ferramenta fundamental no combate ao racismo dentro do espaço escolar. O ensino e valorização da História e Cultura Afro-brasileira e Africana durante todo o ano letivo, não pode se restringir apenas às datas comemorativas, como o dia 20 de novembro, além de ajudar no combate ao racismo, é importante para elevar a autoestima de estudantes negros (as) / pretos (as). Percebe-se que é possível haver uma mudança de atitude de todos os estudantes, negros e não negros, objetivando a promoção de uma educação antirracista e de promoção do respeito à diversidade e combate ao racismo, tornando a escola em um lugar democrático e plural

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-12-09
Métricas
  • Visualizações do Artigo 11
  • PDF downloads: 9