O QUE SE LÊ, OS MODOS COMO SÃO LIDOS E O QUE DE FATO EXISTE: OS DESCOMPASSOS ENTRE AS REPRESENTAÇÕES EXISTENTES NOS LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA, NAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE CAMACÃ

  • Brisa Santana PIRES

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo discutir as representações existentes no livro didático e a coisa representada, a forma de abordagem superficial sobre a História e Cultura da África e dos Indígenas durante os contextos mais relevantes da história abordada nos livros didáticos. Temos como base o volume quatro, referente ao nono ano do ensino fundamental II, atendo-se a este por razões de espaço. Para este aspecto, deve-se entender que o referido contexto aludido, tem em suas entranhas debates voltados sobre a importância da História da África e indígenas, e sua relação com o país. Para a feitura do artigo utilizou a análise do volume quatro da coleção intitulada “História – Escola e Democracia”, publicada pela Editora Moderna, bem como de revisão bibliográfica específica para tal fim. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-07
Métricas
  • Visualizações do Artigo 102
  • PDF downloads: 59