Vivendo em um mundo falso: A figuração do personagem em “O Apanhador no campo de Centeio”, de J. D. Salinger

Palavras-chave: Personagem, Romance, Literatura norte-americana, O apanhador no campo de centeio

Resumo

O Apanhador no Campo de Centeio, romance de J. D. Salinger, de 1951, assinala a construção do personagem no primeiro plano da narrativa. A categoria da personagem tem provocado olhares apurados por parte dos Estudos Literários, principalmente no campo dos Estudos Narrativos, que analisa a figura ficcional considerando seus aspectos ideológicas, sociais e identitárias. Desse modo, objetivo, neste artigo, discutir a figuração do personagem do romance citado focalizando o protagonista, Holden Caulfield, nas suas dinâmicas figurativas. Para a análise, considero os temas que erigem a matéria pela qual a figura ficcional é constituída, a saber: sua relação com o tempo, infância, inocência e sexualidade. A base teórica é formulada a partir de autores como Ian Watt, Mikhail Bakhtin, Michel Zéraffa, E. M. Forster, Carlos Reis e Maria da Glória Bordini.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ernani Silverio Hermes, Universidade Federal de Santa Maria

Graduado em Letras-Inglês pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI). Atualmente, é mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Letras, na área de concentração de Estudos Literários, na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). E-mail: ernani.hermes@gmail.com

Referências

BAKHTIN, Mikhail. The dialogic imagination. Translated by Caryl Emerson and Michael Holquist. Austin: University of Texas Press: 1981.

BORDINI, Maria da Glória. A personagem na perspectiva dos estudos culturais. Letras de Hoje, 41(3), 11-142, 2006. Available on: < https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/622>. Accessed on December 10th, 2021.

FINKELSTEIN, Sidney. Existentialism and alienation in American Literature. New York: International Publishers, 1965.

FORSTER, E. M. Aspects of the novel. London: Pelican Books, 1970.

LUKÁCS, Georg. The theory of the novel: a historic-philosophical essay on the forms of great epic literature. Translated by Anna Bostock. London: The Merlin Press, 1971.

REIS, Carlos. Pessoas de papel: estudos sobre personagem. Coimbra, PT: University of Coimbra, 2018.

SALINGER, J. D. The catcher in the rye. New York, Boston, London: Little, Brown and Company, 2014.

WATT, Ian. The rise of the novel: studies in Defoe, Richardson and Fielding. University of California Press, 1957.

ZÉRAFFA, Michel. Pessoa e personagem: o romanesco dos anos 1920 aos anos de 1950. Translated by Luiz João Gaia e J. Ginsburg. São Paulo: Perspectiva, 2010.

Publicado
2021-12-21
Métricas
  • Visualizações do Artigo 272
  • EPUB (English) downloads: 14
Como Citar
HERMES, E. S. Vivendo em um mundo falso: A figuração do personagem em “O Apanhador no campo de Centeio”, de J. D. Salinger. Babel: Revista Eletrônica de Línguas e Literaturas Estrangeiras, v. 11, p. e12519, 21 dez. 2021.