Estou Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar: tempo, trabalho e autonomia no Brasil contemporâneo

  • Franciele Oliveira Bispo Universidade do Estado da Bahia

Resumo

Resenha do filme Estou Me Guardando para Quando o Carnaval (2019) de Marcelo Gomes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Franciele Oliveira Bispo, Universidade do Estado da Bahia
Licenciada em Filosofia pela Universidade do Estado da Bahia. Atua como idealizadora do projeto Zuruba de pesquisa e produção de imagens e suas relações sociais. Em suas realizações audiovisuais atuou como diretora nos documentários Tríduo de Santo Antônio (2019), Lembranças de um não eu (2019) e nas Web séries Vidas em branco (2018) e Diário de artista suburbano (2020). Atualmente dirige a série Diz aí Juventudes do Canal Futura.

Referências

ESTOU Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar. Direção e Roteiro de Marcelo Gomes. 2019. (86 min).

MALAGUTI, Manoel Luiz. Crítica à razão informal – a imaterialidade do assalariado. São Paulo: Boitempo Editora, 2001.

BENJAMIN, Walter. Capitalismo como religião. Organização de Michael Löwy. Tradução: Nélio Schneider. 1ª Ed. São Paulo: Boitempo, 2013.

Publicado
2020-09-13
Métricas
  • Visualizações do Artigo 724
  • PDF downloads: 624
Como Citar
BISPO, F. O. Estou Me Guardando para Quando o Carnaval Chegar: tempo, trabalho e autonomia no Brasil contemporâneo. Anãnsi: Revista de Filosofia, v. 1, n. 1, p. 228-232, 13 set. 2020.