MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO: A CONSTITUIÇÃO DO PROFESSOR/PESQUISADOR E O RETORNO PARA A ESCOLA

Eliane Davanço Nogueira, Celi Corrêa Neres, Vilma Miranda Brito

Resumo


O mestrado profissional em educação tem se apresentado como um importante espaço de formação de docentes da educação básica, já que se pretende nessa modalidade, por meio da imersão na pesquisa, formar um professor/pesquisador. Vislumbra-se, no âmbito de um mestrado dessa natureza, que o professor/pós-graduando/pesquisador possa desenvolver pesquisa focalizada nas situações reais, na sala de aula, nos diversos espaços educativos e, portanto, tem condições de ser protagonista de sua formação e transformação profissional. Nesse sentido, este artigo tem o objetivo de tecer reflexões sobre o percurso formativo dos docentes da educação básica na modalidade mestrado profissional e os possíveis impactos dessa formação para os profissionais e para a escola. Para tanto, buscou-se, por meio de abordagem qualitativa, apreender, por meio de narrativas dos egressos, os percursos, os sentidos e as possíveis contribuições dessa formação, no nível pessoal e profissional e, consequentemente, para a educação básica. As narrativas mostraram que a prática profissional foi transformada pela pesquisa realizada, os egressos destacaram a importância da relação direta entre a pesquisa e a realidade profissional, no entanto, o impacto pretendido pela aplicação dos projetos de intervenção ainda é algo a ser conquistado, o que revela necessidade de criar políticas para esse fim.


Palavras-chave


Mestrado profissional. Educação básica. Qualificação profissional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2016.v25.n47.p63-75

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

  Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0