Avaliação da aprendizagem com games: uma proposta didática com o Kahoot no curso de Jornalismo

  • Jean Carlos da S. Monteiro Universidade Federal do Maranhão
  • Sannya Fernanda N. Rodrigues Universidade Estadual do Maranhão
  • Sheila Cristina B. Pinheiro Faculdade Estácio de São Luís

Resumo

Este artigo trata das contribuições do aplicativo Kahootno curso de Jornalismo da Faculdade Estácio de São Luís. Analisa a inserção e o uso do Kahoot para avaliar em tempo real os conhecimentos dos alunos na disciplina Práticas de Jornalismo Multimídia. Versa sobre um estudo exploratório e descritivo, que utiliza a pesquisa bibliográfica para discutir os aspectos conceituais a respeito da inserção estratégica do app- learning [aprendendo com aplicativos] na educação. Descreve o Kahoot e apresenta suas funcionalidades. Utiliza como instrumento de coleta de dados a realização de um grupo focal. Verifica que o uso doKahoot despertou a curiosidade e o engajamento dos alunos, aumentou o interesse pelos estudos e tornou o processo de avaliação da aprendizagem mais motivacional, colaborativo, interativo e, principalmente, significativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BOTTENTUIT JUNIOR, J. B., 2017. O Aplicativo Kahoot na Educação: verificando os conhecimentos dos alunos em tempo real. In: Maria João Gomes; Antonio José Osório; Antonio Luis Valente. [Org.]. Challenges 2017: Aprender nas Nuvens, Learning in the Clouds (15 ed.). Braga - Portugal: Universidade do Minho – UMINHO. v. 10, 1587-1602.

CARVALHO, A. [Coord.]., 2015. Apps para dispositivos móveis: manual para professores, formadores e bibliotecários. Lisboa: Ministério da Educação/Direção Geral.

CHAVES, E. O. C., 2016. O computador na educação e informática. Rio de Janeiro: Educom.

COSCARELLI, C. V., 2016. Tecnologias para aprender. São Paulo: Parábola Editorial.

COSTA, G. S. AND OLIVEIRA, S. M. B. C., 2015. Kahoot: a aplicabilidade de uma ferramenta aberta em sala de língua inglesa, como língua estrangeira, num contexto inclusivo. Anais do 6o Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação. Disponível em: http://www.nehte.com.br/simposio/anais/Anais- Hipertexto-2015/Kahoot. Acesso em: 02 jan. 2018.

COUTO, E., PORTO, C. AND SANTOS, E. [Org.] [2016]. App-learning: experiências de pesquisa e formação. Salvador: EDUFBA.

DELLOS, R., April 2015. Kahoot! A digital game resource for learning. International Journal of Instructional Technology and Distance Learning, 12(4).

GIL, A. C., 2015. Métodos e técnicas de pesquisa social (9. ed.). São Paulo: Atlas.

GUIMARÃES, D., 2015. Kahoot: quizzes, debates e sondagens. In Ana Amélia A. Carvalho [Coord.]. Apps para dispositivos móveis: manual para professores, formadores e bibliotecários. Brasília: Ministério da Educação.

KAHOOT!, 2019. Learning Games. Disponível em: <https://kahoot.com/>. Acesso em: 16 jan. 2019.

LAKATOS, E. M., 2014. Fundamentos de metodologia científica. (8 ed.). São Paulo: Atlas.

MACHADO, E. AND TEIXEIRA, T. [Org.], 2010. Ensino de Jornalismo em tempos de convergência. Rio de Janeiro: E- papers.

MONTEIRO, J. C. S., RODRIGUES, S. F. N., MENDES, E. R. AND SILVA, A. C. B., 2018. Sociedade da aprendizagem: da ubiquidade aos novos paradigmas do app-learning. Revista Tecnologias na Educação, 27, 1-13.

MONTEIRO, J. C. S., 2019. Narrativas Hipertextuais na Educação Superior: uma proposta didática para o ensino de Jornalismo Multimídia. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Maranhão, Brasil.

OLIVEIRA, C. A., ago 2017. Aprendizagem com mobilidade e ensino de matemática: evidências da utilização na formação inicial do pedagogo. Laplage em Revista, 3(3), 261-273, ISSN 2446-6220. Disponível em:<http://www.laplageemrevista.ufscar.br/index.php/lp g/article/view/355>. Acesso em: 01 jun. 2018.

SALVINO, L.G.M. AND ONOFRE, E. G., 2016. Tecnologia como recurso didático: uma experiência com aprendizes no ensino médio. Anais do III Congresso Nacional de Educação (CONEDU). Disponível em: <http://www.editorarealize.com.br/revistas/conedu/trabal hos/TRABALHO_EV056_MD1_SA19_ID813_1508201 6151857.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2019.

SANTAELLA, L., 2016. App-learning e a imaginação criativa a serviço da educação. In: E. Couto, C. Porto, and E. Santos [Org.]. App-learning: experiências de pesquisa e formação. Salvador: EDUFBA.

SILVA, J. AND PINTO, A., 2009. Geração C: Conectados em novos modelos de aprendizagem. Anais do VIII Brazilian Symposium on Games and Digital Entertainment. Rio de Janeiro.

TRIGUEIRO, R. M. et al., 2014. Metodologia científica. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional.

VALENTE, J. A., 2014. Logo: conceitos, aplicações e projetos. São Paulo: Ed. McGraw-Hill.

UNESCO, 2010. Model Curricula for Journalism Education. Paris: UNESCO.

UNESCO, 2014. Diretrizes de políticas da UNESCO para a aprendizagem móvel. Paris: UNESCO.

WANG, A. I., 2015. The wear out effect of a game-based student response system. Computers in Education.

Publicado
2019-07-11
Métricas
  • Visualizações do Artigo 294
  • PDF downloads: 310
Seção
GT4 - Jogos Eletrônicos e Educação