O TERRITÓRIO DE IDENTIDADE DO RECÔNCAVO BAIANO: ANÁLISE DE UMA LITERATURA PRODUZIDA

O TERRITÓRIO DE IDENTIDADE DO RECÔNCAVO BAIANO: ANÁLISE DE UMA LITERATURA PRODUZIDA

  • Mariana Coelho UNEB

Resumo

Este artigo tem como tema a análise de uma literatura produzida acerca do território do Recôncavo Baiano. Seu objetivo visa compreender aspectos conceituais, históricos, socioeconômicos e culturais que envolvem o referido território no estabelecimento das feiras livres. Teve como questão de estudo identificar de que modo a feira livre se estabelece diante do Recôncavo Baiano e da cultura local? Metodologicamente utilizou de uma pesquisa bibliográfica com base em autores como: Barickman (2003), Mascarenhas e Dolzani (2008), Bauman (2003), Soares e Gomes (2002), Laraia (1997), Mott (1976), Santos, M. (1959; 1996), Santos, B. (2002) e Ribeiro (1995). Também fez uso de pesquisa documental. Concluiu que as feiras livres tiveram papel representativo na formação de cidades no Recôncavo Baiano pelo seu processo de trocas econômicas e de sociabilidade; diante do contexto histórico, estas circunstâncias estabelecem uma relação entre a cultura do local e a prática da feira livre no âmbito do território do Recôncavo Baiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-05-06
Métricas
  • Visualizações do Artigo 31
  • PDF downloads: 47
Como Citar
Coelho, M. (2022). O TERRITÓRIO DE IDENTIDADE DO RECÔNCAVO BAIANO: ANÁLISE DE UMA LITERATURA PRODUZIDA: O TERRITÓRIO DE IDENTIDADE DO RECÔNCAVO BAIANO: ANÁLISE DE UMA LITERATURA PRODUZIDA. Scientia: Revista Científica Multidisciplinar, 7(2), 10-25. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/scientia/article/view/13754