Estudantes, pesquisa dores, escritores no cruzamento de línguas e culturas

Autores

  • Karine Rouquet-Brutin

DOI:

https://doi.org/10.30620/p.i..v2i2.1702

Resumo

Esta comunicação deseja abrir alguns caminhos de reflexão sobre as questões subjetivas, epistemológicas e políticas implicadas no atravessamento de fronteiras. Serão abordados os percursos de estudantes que vão à França para realizar pesquisas acad êmicas e seus procedimentos no confronto com outra cultura, outra língua, outro regime de discurso. Serão, ainda, objeto desta comunicação escritores, pensadores e pesquisadores, que, vindos de outros lugares, escolheram ficar na França e escrever em francês: Julia Kristeva (acadêmica, psicanalista, escritora de origembúlgara), François Cheng (poeta, tradutor, acadêmico de origem chinesa), Janine Altounian (tradutora de Freud, ensaísta, armênia nascida na França). É no deslocamento, no atravessamento de fr onteiras, que emerge a questão da necessidade da língua e da cultura do outro para formular - se.

Palavras-chave

Interculturalidade. Língua. Poder.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-11-06

Como Citar

ROUQUET-BRUTIN, K. Estudantes, pesquisa dores, escritores no cruzamento de línguas e culturas. Pontos de Interrogação – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Laboratório de Edição Fábrica de Letras - UNEB, v. 2, n. 2, p. 113–131, 2015. DOI: 10.30620/p.i.v2i2.1702. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/pontosdeint/article/view/1702. Acesso em: 23 jul. 2024.