CULTURA MILITAR NO CPM/ALAGOINHAS: APONTAMENTOS SOBRE DISCIPLINA, GÊNERO E “RAÇA” NO COTIDIANO ESCOLAR

  • Célio de Souza Mota

Resumo

O presente artigo procura analisar como a disciplina militar constitutiva de um colégio da Polícia Militar da Bahia afeta os sentimentos de pertencimentos a marcadores sociais dos discentes do ensino médio. O objetivo é entender em que medida a normatização de comportamentos através da disciplina pode criar representações dos discentes no âmbito interno e extramuros escolar, e, como os alunos (as) veem a disciplina em seu cotidiano. Para tanto, foi utilizado questionários para todos os alunos (as) cinquenta e dois alunos (as) do ensino médio concluintes em 2019, bem como foram entrevistados onze ex-discentes do colégio que concluíram o ensino médio entre os anos de 2017 e 2018. Mediante a pesquisa participante, própria da etnografia, buscou-se compreender os impactos da cultura militar analisando a instituição do colégio cívico-militar e agência dos sujeitos. Neste singular, a concepção de disciplina proposta por Paulo Freire e o conceito de poder disciplinar formulado por Michael Foucault foram articulados a contrapelo para consubstanciar a análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-05-16
Métricas
  • Visualizações do Artigo 39
  • PDF downloads: 86