E agora, josé? - a literatura marginal e a formação de grupos identitários

  • Henrique Moura USP

Resumo

Resumo: Este artigo busca problematizar, sob a perspectiva da teoria literária, a questão da formação de grupos identitários ao redor da chamada literatura marginal, expressão utilizada por autores da periferia de São Paulo a partir dos anos 2000, mobilizam-se os conceitos de “sujeito periférico”, tal como formulado por D’Andrea (2013), de “autoridade” tal qual Bourdieu (1989) e as reflexões de Dalcastagnè (2012) sobre a literatura brasileira contemporânea como um espaço contestado. Ao fim questiona-se até que ponto o autor identificado como periférico tem possibilidade de se expressar enquanto escritor sem haver uma imposição de que escreva apenas questões relativas ao universo da periferia.

Palavras-Chave: Sujeito periférico. Grupos identitários. Literatura marginal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-04-09
Métricas
  • Visualizações do Artigo 265
  • PDF downloads: 172