Inversões de sentido na fábula A Cigarra e a Formiga

modos de subjetivação em conflito

Autores

  • Joanita Baú de Oliveira Universidade Federal de Pernambuco - UFPE/CNPq

DOI:

https://doi.org/10.30620/gz.v5n2.p149

Palavras-chave:

Fábula, Discurso, Arte, Trabalho, Subjetivação

Resumo

A fábula A cigarra e a formiga é bastante conhecida por apresentar uma moral que adverte contra a indolência e alerta sobre a necessidade do trabalho. Ela trata de um tema que tangencia diretamente os modos de subjetivação, porque a atividade laboral implica nas formas como os indivíduos se constituem como sujeitos de saberes, poderes e ações morais. Contudo, ao longo do tempo, inúmeras recriações da referida narrativa contribuíram para modificações de suas significações. Essas inversões de sentidos levam a indagar sobre que fatores as suscitaram e que condições sócio históricas permitiram o seu aparecimento. Em busca de resposta, o presente trabalho compara versões distintas dessa fábula, procurando identificar como o discurso do outro é retomado, mantido, alterado, por um novo discurso. Enfoca-se, especialmente como a partir de uma oposição entre trabalhadores e artistas/vagabundos, representados, respectivamente pela formiga e a cigarra, atribuem-se valores diversos ao trabalho e a arte.

[Recebido: 10 de ago de 2016 – Aceito: 10 de nov de 2016]

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joanita Baú de Oliveira, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE/CNPq

Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico-CNPq.

Referências

A CIGARRA E A FORMIGA: a fábula de Esopo na versão brasileira. Disponível em http://www.viagemlenta.com/2014/01/a-formiga-e-o-gafanhoto-versao.html. Acesso: 12 jun 2016.

A CIGARRA E A FORMIGA: auto-ajuda. Disponível em http://professormigueldamorim.blogspot.com.br/2015/08/avaliacao-para-o-1-ano-do-ensino-medio.html. Acesso: 12 jun. 2016.

A CIGARRA E A FORMIGA: charge. Disponível em http://180graus.com/melhores-do-facebook/e-no-meio-do-cainho-apareceu-o-bolsa-familia-e-tudo-mudou. Acesso: 12 jun. 2016

ADORNO, Theodor W. & HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar editor, 2006.

BAKHTIN, Mikhail Mjkhailovitch. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

FELICIANO, Marcos. Declaração sobre o fim do fechamento do Ministério da Cultura. Disponível em https://www.youtube.com/watch? Acesso: 12 jun. 2016

FOUCAULT, Michel. O retorno da Moral. In: MOTTA, Manoel Barros da (Org.). Ditos e escritos: Ética, sexualidade, política. 2 ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, H.; RABINOW, P. Michel Foucault – uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. p. 231-249.

GONSALES, Fernando. Níquel Nausea. In: Jornal de Londrina. Londrina, quinta-feira, 10 de novembro de 2003. Disponível em: http://profsilbenerapozeiras.blogspot.com.br/2013/05/intertextualidade-definicao-pode-se.html Acesso: 10 jun. 2016.

GONSALES, Fernando. Níquel Nausea. In: Folha de São Paulo: quadrinhos. São Paulo, quinta-feira, 09 de agosto de 2012. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/quadrinhos/59600-niquel-nausea.shtml. Acesso: 10 de jun. 2016.

LA FONTAINE, Jean de. Fables de Jean de La Fontaine. Paris: Delalain, 1829.

LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. Literatura infantil brasileira: história e histórias. 6. ed. São Paulo: Ática 2007.

LOBATO, Monteiro. Fábulas. São Paulo: Globo, 2008.

SOARES, Luísa Ducla. A formiga e a cigarra. Porto: Civilizações editores, 2008.

SOUZA, Loide Nascimento de. O processo estético de reescritura das fábulas por Monteiro Lobato. 2004. 260 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2004.

VIGUEIRA, Manoel Mendes da. Fábulas de Esopo. 2. ed. Lisboa: Typografia Rollandiana, 1791. Disponível em https://books.google.com.br/books?. Acesso: 12 jul. 2016.

Publicado

2017-11-30

Como Citar

OLIVEIRA, J. B. de. Inversões de sentido na fábula A Cigarra e a Formiga: modos de subjetivação em conflito. Grau Zero – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Fábrica de Letras - UNEB, v. 5, n. 2, p. 149–172, 2017. DOI: 10.30620/gz.v5n2.p149. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/grauzero/article/view/3508. Acesso em: 29 maio. 2024.