Corpo, lugar, poder e afeto no cine mão: parando para vê-los, parando para ouvi-los...

  • Mário Vasconcelos Universidade do Estado da Bahia, Pós-Crítica.

Resumo

Resumo: O trabalho faz parte de uma pesquisa de mestrado em Sociologia e procura lançar um olhar sensível sobre um cinema erótico localizado no centro da cidade de Fortaleza. Reduzir as apropriações que os sujeitos fazem desses espaços a um simples reduto de encontros eróticos entre homens que procuram experienciar um momento marcado pelo anonimato, pela liminaridade e pela plasticidade seria incorrer em uma percepção apriorística do lugar, privilegiando a análise da ocorrência de um tipo de cena que ali se processa em detrimento de outras. Parto da premissa de que os “cinemões”, como territórios onde se negociam relações de poder, mas também de afecções, funcionam como um emaranhado de discursos e práticas que tenciona estruturas internalizadas pelos sujeitos no espaço da rua (na cultura) com outras que são produzidas e negociadas no interior do mesmo, sensibilidades que são da ordem do momento, sensibilidades circunstanciais.

Palavras-Chave: Cinema. Corpo. Espaço. Afeto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-02-15
Métricas
  • Visualizações do Artigo 83
  • PDF downloads: 151