O que pode a periferia?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30620/gz.v10n1.p329

Palavras-chave:

Periferia, Literatura, Direito à literatura, Colonização, Direito à cidade

Resumo

As periferias têm vida pulsante com seus moradores se movimentando para a rotina extenuante de trabalho. Em seu tempo livre, o cuidado com a família e o lazer são objetivos comuns. A literatura, como outras produções culturais, não são facilmente encontradas na vida de quem vive na periferia, devido aos poucos equipamentos culturais e bibliotecas públicas, nos territórios periféricos. A colonização se faz presente nas regras da política, na segregação socioespacial e no direito à cidade. O racismo e o machismo se apresentam todos os dias na periferia. Mas os periféricos começaram a contar suas histórias, através das mulheres, dos jovens, nas músicas, nos slams, nas roda de rima e no texto literário.

[Recebido em: 6 abr. 2022 – Aceito em: 13 out. 2022]

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thábara S. Garcia M. Torres, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

Formada em Letras, especialista em Orientação educacional e, também em Políticas públicas e justiça de Gênero. É aluna do mestrado em Educação, cultura e comunicação em periferias urbanas na UERJ. Atualmente, é tutora da especialização em Linguagens e suas tecnologias, na UERJ.

Referências

ANDRADE, Oswald de. Manifesto antropófago. In: TELES, G. M. Vanguarda européia e modernismo brasileiro: apresentação e crítica dos principais manifestos vanguardistas. Petrópolis: Vozes, Brasília: INL, 1976. Disponível em: http://www.ufrgs.br/cdrom/oandrade/oandrade.pdf. Acesso em: 10 out. 2022.

CÂNDIDO, Antônio. O direito à literatura. In: CÂNDIDO, Antônio. Vários Escritos. 5. ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul/ São Paulo: Duas Cidades, 2011.

hooks, bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo Martins Fontes, 2013.

LEFEBVRE, Henri. O Direito à Cidade. São Paulo: Editora Centauro, 2011. SCHWARCZ, Lilia Moritz. Sobre o autoritarismo brasileiro. São Paulo: Cia das Letras, 2019.

Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas. Disponível em: http://bibliotecas.cultura.gov.br/busca/##(global:(enabled:(event:!t),filterEntity:event)). Acesso em: 23 out. 2021.

TODOROV, Tzvetan. O que pode a literatura. In: A literatura em perigo. 4. ed. Rio de Janeiro: DIFEL (2012 [2007]).

VAZ, Sérgio. Cooperifa-Antropofagia Periférica. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2008.

Publicado

2022-11-03

Como Citar

TORRES, T. S. G. M. O que pode a periferia?. Grau Zero – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Fábrica de Letras - UNEB, v. 10, n. 1, p. 329–344, 2022. DOI: 10.30620/gz.v10n1.p329. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/grauzero/article/view/13947. Acesso em: 23 maio. 2024.