Interface entre economia solidária e desigualdades sociais a partir do acampamento Maria Quitéria em Teodoro Sampaio (BA)

  • Nilton Teixeira Pereira UNEB

Resumo

O presente trabalho propõe uma reflexão crítica cultural a respeito da economia solidária como estratégia de combate às desigualdades sociais e desenvolvimento territorial. Para tanto, apresenta uma discussão de potencialidades da economia solidária e suas contribuições para promoção do exercício da cidadania, a partir da investigação dos modos de vida dos agricultores do acampamento Maria Quitéria, em Teodoro Sampaio-BA. O artigo ressalta a relevância do cooperativismo como alternativa de potencial democrático para o desenvolvimento econômico e social, no sentido de produção e troca de saberes contrários à lógica do capitalismo tardio. O protagonismo desempenhado pelos diversos atores envolvidos nesses espaços de atuação promove a sua visibilidade, sendo um fator determinante para ascensão social, além de evidenciar a importância de resistir as explorações do sistema capitalista e de outros sistemas discriminatórios e a escravidão. É importante salientar que no meio social essas distorções tornam-se indissociáveis, principalmente no que diz respeito às relações de gênero e étnico-raciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilton Teixeira Pereira, UNEB

Nilton Teixeira é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Crítica Cultural, Universidade do Estado da
Bahia (Pós-Crítica/UNEB), linha de pesquisa Literatura, produção cultural e modos de vida.

Publicado
2021-10-14
Métricas
  • Visualizações do Artigo 27
  • PDF downloads: 18