O JARÉ NAS MÍDIAS: REPRESENTAÇÕES DE ÁFRICA (S) E ESTEREOTIPIAS

  • Cristiane Andrade SANTOS

Resumo

Este trabalho objetiva apresentar o Jarê, religião de terreiro existente apenas na região da Chapada Diamantina, e analisar os discursos sobre a (s) África (s) reproduzidos pelas mídias em torno desta prática, a qual tem surgido como um elemento fortalecedor do turismo cultural na região. Os pesquisadores do tema, a descrevem como uma religião dita de “matriz africana” e/ou “afro-indígena”. As mídias reproduzem esse discurso, o qual tende a classificar toda e qualquer religião com determinadas características, como sendo “de origem africana”. Além de não contribuírem para o entendimento das práticas, esses discursos essencializam o fenômeno. Através de pesquisa documental, matérias jornalísticas e revisão bibliográfica, este trabalho, identifica e analisa as representações de África presentes em alguns discursos midiáticos sobre o Jarê. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-11-07
Métricas
  • Visualizações do Artigo 281
  • PDF downloads: 83