JUDAS-ASHVERUS, UMA NARRATIVA DECADENTISTA

  • Cláudia de Socorro Simas Ramos

Resumo

A literatura, como já sabemos há muito, é um campo fértil para o conhecimento de si, de um lugar, de um momento ou época, porque é ambiente de elaboração humana. É também o que permite que nós visitemos outras épocas, outros momentos, conheçamos situações que não constam da história oficial do país, e que nos ajudam a nos entendermos dentro da nação. Assim, este artigo trata do decadentismo presente na narrativa literária de “Judas-Ashverus”, de Euclides da Cunha, no livro À margem da História, que teve sua primeira edição em 1909. Nosso objetivo é analisar a noção de decadência na escrita do conto narrativo, na ascensão do ciclo da borracha na Amazônia, a partir deste autor que nos legou o documento-obra literária Os sertões, em 1902, percebendo um contexto de desigualdades sociais no Brasil, que com modificações, perdura.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-07-11
Métricas
  • Visualizações do Artigo 17
  • PDF downloads: 41
Seção
Artigos