UM MANUSCRITO APÓCRIFO: A GUERRA DE CANUDOS SEGUNDO MOREIRA DE AZEVEDO

  • Marcos Roberto Brito dos Santos

Resumo

O artigo analisa o manuscrito A vitória de Canudos de Manuel Duarte Moreira de Azevedo dentro do contexto das prescrições metodológicas da escrita da história no século XIX. Desta forma, buscou-se levantar as condições de produção do manuscrito – atentando para o lugar de fala do seu autor, em especial, o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro – a concepção de história a ele subjacente e as intenções explícitas e implícitas do autor ao redigí-lo. Como resultado, identifica-se uma historiografia oficialesca, pedagógica e comprometida com o ideal de nação, além de pretensamente isenta de partidarismo e ideologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-07-11
Métricas
  • Visualizações do Artigo 85
  • PDF downloads: 89
Seção
Artigos