ANÁLISE COGNITIVA: um estudo das práticas e definições

  • Tânia Ferreira dos Santos Bomfim

Resumo

Este artigo é resultado de uma proposta de prática de pesquisa do componente curricular Análise Cognitiva do programa de Doutorado Multi-institucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento (DMMDC), UFBA. A análise cognitiva como ramo do conhecimento, vem cada vez mais, ganhando visibilidade e se consolidando nos espaços de discussão acadêmica e provocando reflexões sobre suas práticas nas diversas áreas do conhecimento. O estudo foi realizado a partir dos artigos pesquisados em periódicos da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), mediante consulta nas bases SAGE, SCIENCE DIRECT, SCOPUS, WEB OF SCIENCE e Repositório UFBA. O objetivo principal desse estudo é identificar, nos textos selecionados, o termo análise cognitiva, sua abordagem, definição e práticas. A metodologia é fundamentada na abordagem qualitativa a partir da revisão de literatura alicerçada em Gardner (2003); Froes Burnham (2012); Terceiro (2012); Johansen (2018); Luo (2018); Martynyuk (2018);); Zheng (2018); dentre outros. Nos resultados, identificou-se a utilização em alguns trechos dos textos, do termo análise cognitiva, mas, em nenhum dos textos pesquisados a análise cognitiva foi objeto de estudo, tampouco foi atribuído significado ao termo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 18
  • PDF downloads: 14