Círculos de cultura e oficina em educação ambiental: uma promoção de (in) formação em movimento social, espaços multirreferenciais de aprendizagens

  • Alício Rodrigues Matos

Resumo

Este artigo, descreve a importância dos círculos de cultura e das oficinas como proposta desenvolvida junto a metodologia de pesquisa-ação. As estratégias utilizadas, junto a trabalhadores rurais, assentados foi fundamental para a construção de uma proposta interativa, e colaborativa na localidade. Essa buscou dar resposta ao problema enfrentado na localidade, quanto a exploração dos recursos naturais, uso de agrotóxico e a contaminação, criando na população local, novas mentalidades e fortalecendo os espaços populares como espaços multireferencial e de difusão. Objetivamos com essa proposta, contribuir com a importância dos círculos de cultura e das oficinas como mecanismos de difusão de conhecimentos ambientais e a participação de trabalhadores rurais, bem como a apropriação de conhecimentos significativos para as práticas de agricultura em área de movimento social por meio da educação não formal. Os resultados expressam o desconhecimento dos trabalhadores com relação aos temas ambientais, o que se conclui pela importância dessa proposta na localidade para o fortalecimento de ações, difusão, e novos valores culturais relacionados ao meio ambiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 4
  • PDF downloads: 2