CRISE DE IDENTIDADE:

A BUSCA DE UMA “ÁFRICA PERDIDA” COMO RESPOSTA ÀS ANGÚSTIAS DO CAPITALISMO

  • CRISTIAN ARÃO SILVA DE JESUS UFBA

Resumo

A África que permeia o imaginário de parte considerável do Brasil é constituída pela ideia de berço da negritude. Por esse motivo, muitos negros brasileiros identificam-se como africanos ou descendentes destes. Contudo, essa representação do continente costuma ser imprecisa do ponto de vista da história e da realidade atual. Nesse sentido, é possível afirmar que o que se busca é uma África idealizada que teria ficado soterrada pela vida real dos povos que habitam aquela região. A necessidade por essa identificação, por sua vez, é fruto de uma “crise de identidade” que se alastra com o desenvolvimento do capitalismo. Com a crescente dissolução dos laços sociais e a ascensão da cultura do individualismo, o ser humano sente-se cada vez mais isolado e ansioso por uma religação. Nesse contexto, a identidade africana se apresenta como um consolo, porque une, de certa forma, pessoas que possuem supostas semelhanças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

CRISTIAN ARÃO SILVA DE JESUS, UFBA

Doutor em Doutor em Filosofia (UFBA), divulgador científico do canal A Coruja Diurna, e membro do Grupo de Pesquisa África do Século XX.

Publicado
2023-01-02
Métricas
  • Visualizações do Artigo 44
  • PDF downloads: 17