A TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SEGURANÇA DO PACIENTE: CHECAGEM DE MEDICAMENTO À BEIRA LEITO, UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Ritacreia Berger Ribeiro Uneb
  • Gyuliana Santana Batista UNEB
  • Nathália Almeida Suzart UNEB
  • Telma Maria Oliveira UNEB
  • Maristela Silva Melo Santos UNEB

Resumo

O objetivo deste artigo é elatar o uso da tecnologia para a promoção da Segurança do Paciente, através das práticas da equipe de enfermagem nas unidades de internação de um hospital de referência cardiológica em Salvador-BA. Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência que discorre acerca da vivência das graduandas de enfermagem da UNEB no componente Estágio Curricular II, no período de março a junho de 2019. O hospital de referência deste artigo, baseado no protocolo Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP) do Ministério da Saúde (MS) e o uso da Tecnologia em Saúde, elaborou e implementou uma ferramenta de trabalho, baseado na Tecnologia Dura, intitulada “Checagem de Medicamentos à Beira Leito”. A vivência com o uso da tecnologia dura durante o Estágio Cirricular II, contribuiu significativamente para o aprendizado acadêmico, favorecendo a reflexão sobre a importânciadas práticas inovadoras nos processos assistenciais visando, principalmente, à segurança do paciente e atuando como uma ferramenta essencial para a minimização dos erros na assistência.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARBOSA, TP., OLIVEIRA, GA., LOPES, MN., POLETTI, NA., BECCARIA, LM. Práticas assistenciais para segurança do paciente em unidade de terapia intensiva. 2014. Acta Paul Enferm. 27(3):243-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v27n3/1982-0194-ape-027-003-0243.pdf. [Acesso 09 julho 2019]

BRASIL. Portaria MS/GM nº 529, de 1 de abril. 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html. [Acesso 18 abril 2019]

BRASIL, 2010a. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária: Protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos. Brasília, 2010. . Brasília, 2010. [Acesso 22 junho 2019]

BRASIL. 2010b. Agência Nacional de Vigilância Sanitária Segurança do paciente em serviços de saúde: limpeza e desinfecção de superfíciesDisponível em: https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicacoes/item/seguranca-na-prescricao-uso-e-administracao-de-medicamentos . [Acessoem 09 julho 2019].

BRASIL. 2011 Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Gerenciamento de riscos. Brasília: ANVISA.Disponível em:http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/272031/Boletim+Seguran%C3%A7a+do+Paciente+e+Qualidade+em+Servi%C3%A7os+de+Sa%C3%BAde+n%C2%BA+01+Jan-Jul+de+2011/aa36fe6e-f5d5-46ae-9eb6-e93af520fafc. [Acesso 09 jul. 2019].

BRUNNER; SUDDARTH. 2017. Tratado de enfermagem médico-cirúrgica/ Editores Suzanne C. Smeltzeret al.. 13. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

CECÍLIO, L. C. O.; MERHY, E.E. 2003. Integralidade do cuidado como eixo da gestão hospitalar. Campinas, Disponívelem:

http://www.hc.ufmg.br/gids/anexos/Integralidade.pdf >. [Acesso 18 abril 2019]

FONSECA, I. A. 2017. Segurança do paciente no contexto da graduação em enfermagem: um dilema entre o teórico e prático pesquisa qualitativa – convergente assistencial. Niterói, 2017. Disponível em: http://pesquisa.bvsalud.org/brasil/resource/pt/biblio-883317. [Acesso 25 junho 2019]

GOMES A.T.L., SALVADOR P.T.C.O., RODRIGUES C.C.F.M., SILVA M.F., FERREIRA L.L., SANTOS V.E.P. 2017. Patient safety in nursing paths in Brazil. Rev Bras Enferm [Internet]. 2017;70(1):139-46. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2015-0139. [Acesso 25 junho 2019]

LOPES E.M., PINHEIRO A.K.B., PINHEIRO P.N.C., VIEIRA N.F.C. 2009. Technology and nursing practice — a bibliographical research. Online Braz J Nurs. ; 8(1). Disponível: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/ article/view/j.1676-4285.2009.1883. [Acesso 25 maio 2019]

LORENZETTIL J., TRINDADE, L.L., PIRES, D.E.P., Flávia Regina Souza RAMOS, F.R.S. 2012. Tecnologia, inovação tecnológica e saúde: uma reflexão necessária. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2012 Abr-Jun; 21(2): 432-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v21n2/a23v21n2.pdf. [Acesso 24 junho 2019]

MALCOM, E., YISI L. The nine rights of medication administration: an overview. Br J Nursing London [Internet]. 2010 [cited 2015 Apr 17]; 19(5): 300-05. Available from: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20335899. [Acesso 09 julho 2019]

MENDES, W., PAVÃO, A.L.B., MARTINS, M., MOURA, M.L.O., TRAVASSOS, C. 2013. Características de eventos adversos evitáveis em hospitais do Rio de Janeiro.2013 Revista da Associação Médica Brasileira [Internet]. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0104423013001425?via%3Dihub . [Acessoem 25 junho 2019].

MERHY E.E. 2002 Em busca de ferramentas analisadoras das Tecnologias em Saúde: a informação e o dia a dia de um serviço, interrogando e gerindo trabalho em saúde. In: MERHY E.E, ONOKO, R, organizadores. Agir em Saúde: um desafio para o público. 2.ed. São Paulo: Hucitec, 2002. p. 113 - 150. disponível em: http://www.uece.br/eduece/dmdocuments. [Acesso 21 abril 2019]

MERHY, E. E. 2002. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. São Paulo: Hucitec.Disponível em:

em:http://www.scielo.br/pdf/csp/v24n8/23.pdf. [Acesso 18 abril 2019]

MIASSO, A. I.; CASSIANI, S. H. B. 2000. Erros na administração de medicamentos: divulgação de conhecimentos e identificação do paciente como aspectos relevantes. Revista da Escola de Enfermagem da USP [internet]. Vol.34 n.1 São Paulo, Março 2000. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342000000100003 . [Acesso em 09 julho 2019]

OMS - Organização Mundial da Saúde. 2009. Final Report for The Conceptual Framework for the International Classification for Patient Safety. V. 1.1. 2009. Disponível em: https://www.who.int/patientsafety/taxonomy/icps_full_report.pdf. [Acesso 25 junho 2019]

PENA, MM., BRAGA, AT., MEIRELES, ES., VASSAO, LGC., MELLEIRO, MM. Mapeamento de erros de medicação. 2016. Revenferm UERJ, Rio de Janeiro, 2016; 24(3):e7095. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/7095/19212. [Acesso 09 julho 2019]

REIS, AMM., MARQUES, TC., OPITZ, SP., SILVA, AEBC., GIMENES, FRE., TEIXEIRA, TCA., LIMA, REF., CASSIANI, SHB. Errors in medicine administration – profile of medicines: knowing and preventing. 2010. Acta Paul Enferm.23(2):181-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v23n2/05.pdf. [Acesso 09 julho 2019]

SILVA, A. C. A.. et al. 2016. A segurança do paciente em âmbito hospitalar: Revisão integrativa da literatura. Revista Congitare Enfermagem, v. 21. Universidade Federal do Paraná. Paraná, 2016. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/37763/pdf. [Acesso 22 junho 2019]

SILVA, A. T., ALVES, M. G., SANCHES, R. S., TERRA, F. S., RESCK, Z. M. R. 2016. Assistência de enfermagem e o enfoque da segurança do paciente no cenário brasileiro. Saúde Debate. Rio de Janeiro, v. 40, n. 111, p. 292-301, OUT-DEZ 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v40n111/0103-1104-sdeb-40-111-0292.pdf. [Acesso 24 junho 2019]

SILVA, M. V. R. S., BRANCO, T. B., FILHA, F. S. S. C. 2015. Administração de medicamentos: erros e responsabilidades dos profissionais. Revista Ciências e Saberes. 2015 Out-Dez; ISSN: 9912152-55. Maranhão, 2015. Disponível em: http://www.facema.edu.br/ojs/index.php/ReOnFacema/article/view/44/29 . [ Acesso 09 julho 2019].

TEIXEIRA, TCA., CASSIANI, SHDB. Análise de causa raiz: avaliação de erros de medicação em um Hospital Universitário. 2010. RevEscEnferm USP; 44(1):139-46. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v44n1/a20v44n1.pdf. [Acesso 09 julho 2019]

VIANA, A. L. D. et al. 2001. Saúde, desenvolvimento e inovação tecnológica: nova perspectiva de abordagem e de investigação. Lua Nova, v. 83, p. 41-77. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/ln/n83/a03n83.pdf. [Acesso 17 junho 2019]

Publicado
2020-03-30
Métricas
  • Visualizações do Artigo 694
  • PDF downloads: 940
Edição
Seção
Artigos