Teto de vidro: desconstrução dos discursos silenciados e autoria feminina negra em Carolina Maria de Jesus e Maria Firmina dos Reis

  • Daiane de Moura Rodrigues Secretaria de Educação do Estado da Bahia

Resumo

A partir das produções literárias produzidas por mulheres afro-brasileiras, compreendidas através da escrita de Carolina Maria de Jesus (1914) e Maria Firmina dos Reis (1822), proponho reflexões acerca do apagamento destas escritoras ao longo dos tempos e como a desconstrução dos discursos femininos silenciados nos ajudam a compreender o percurso que elas traçaram, como se tornaram visíveis e de que maneira às suas produções ocuparam espaços na literatura brasileira ao romper com os discursos hegemônicos. Para tal intenção, o artigo será pautado em estudos de teóricas interseccionais como bell hooks, Angela Davis, Djamila Ribeiro, Lélia González, dentre outras.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-03-04
Métricas
  • Visualizações do Artigo 37
  • pdf downloads: 61