OCORRÊNCIA DA DIABETES GESTACIONAL NO BRASIL: ESTUDO ECOLÓGICIO COM BASE NO ANO DE 2016 A 2019

  • Wesley Azevedo UNICEUSA
  • Verena Galvão Uniceusa

Resumo

Trata-se de uma busca qualificada trazendo dados da taxa de mortalidade materna com a Diabetes Mellitus Gestacional no Brasil no ano de 2016 a 2019. A DMG (Diabetes Mellitus Gestacional) coloca em risco a vida da mãe e do bebê gerando complicações futuras podendo levar até a morte. O objetivo desse estudo é verificar o quantitativo de ocorrências da Diabetes Mellitus na Gestação no Brasil no ano de 2016 a 2019, na região Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste e verificar se tem relação com a taxa de mortalidade fetal/recém-nascidos por afecções maternas no mesmo período e ano. Realizou-se a coleta de dados no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS) e no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). Diante disso foi obtido que o Sudeste foi a região que teve maior números de óbitos maternos e óbitos fetais/recém-nascidos em todos os anos, foi observado também que o ano de 2018 foi o período que apresentou o maior número de casos de óbitos tanto maternos quanto fetais/recém-nascidos na região Sudeste, também foi observado que os casos de óbitos maternos e fetais/recém-nascidos na região Centro-Oeste no período de 2016 a 2019 teve uma redução na taxa de mortalidade. A diabetes mellitus na gravidez é uma patologia que deve ser identificada e tratada precocemente, já que pode levar a agravos tanto para o feto quanto para a gestante. Diante dessa analise fica notado o grande risco para a vida de materna e principalmente fetal/recém-nascido devido ao grande número de óbitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-09-16
Métricas
  • Visualizações do Artigo 96
  • PDF downloads: 79
Como Citar
Azevedo, W., & Galvão , V. (2022). OCORRÊNCIA DA DIABETES GESTACIONAL NO BRASIL: ESTUDO ECOLÓGICIO COM BASE NO ANO DE 2016 A 2019. Scientia: Revista Científica Multidisciplinar, 7(3), 94-103. Recuperado de https://revistas.uneb.br/index.php/scientia/article/view/13088