Transculturalidade e trânsitos intersemióticos: adaptações e transcriações cinematográficas em Graciliano Ramos

Autores

  • Claudio Cledson Novaes
  • Marcos Cézar Botelho de Souza

DOI:

https://doi.org/10.30620/p.i..v8i1.5198

Resumo

Discutimos neste artigo como a obra de Graciliano Ramos apresenta ao leitor atual aspectos potenciais para se pensar a mobilidade cultural na contemporaneidade, seja no campo estético do trânsito intersemiótico na relação entre literatura e cinema; seja no campo ético do transe que amplifica a memória cultural, quando reencenamos a leitura da obra do escritor alagoano como rasura da tradição literária nacional denominada de regionalista, para alcançarmos a amplitude de uma narrativa que transborda para o global e dilui as fronteiras discursivas tradicionais, ao encenar ao leitor e espectador a memória como traço diaspórico, transcultural e nômade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-07-19

Como Citar

NOVAES, C. C.; DE SOUZA, M. C. B. Transculturalidade e trânsitos intersemióticos: adaptações e transcriações cinematográficas em Graciliano Ramos. Pontos de Interrogação – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Laboratório de Edição Fábrica de Letras - UNEB, v. 8, n. 1, p. 91–106, 2018. DOI: 10.30620/p.i.v8i1.5198. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/pontosdeint/article/view/5198. Acesso em: 14 jun. 2024.