A ESCRITA DE SI DE SUJEITOS FEMININOS E SUA DIFERENÇA CULTURAL

  • Gislene Alves da Silva
  • Jailma dos Santos Pedreira Moreira

Resumo

Trata-se de uma reflexão sobre a escrita de si produzida por mulheres, mais especificamente escrita autobiográfica /memorialista e as tensões que esta tem provocado e ou atravessado. Dessa forma buscamos observar como emergem os escritos autobiográficos de mulheres, sob que condições e que diferenças, que reflexões eles provocam, considerando as marcas de exclusão, a ficção contemporânea, e ainda os dispositivos de controle atuais e a possiblidade de repetição, ou não, destes, por um texto vivo. Para tanto nos basearemos nos estudos de Lacerda (2003), Klinger (2012), Derrida (2001), Richards (2002), Louro( 2000) entre outros. Dessa forma, esperamos disseminar o debate, demonstrando a apropriação da escrita pelo feminino, suas marcas diferenciais, ou não, em meio a dinâmica tensional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Métricas
  • Visualizações do Artigo 374
  • PDF downloads: 649