Festa no quilombo: mestres e cantadores de cocos na Jurema

Autores

  • Marinaldo José da Silva UFP

DOI:

https://doi.org/10.30620/p.i..v3i2.1586

Resumo

Resumo

A proposta é mostrar uma experiência de pesquisa de campo sobre uma manifestação da cultura popular entre a oralidade e a escritura, diante de uma homenagem e reconhecimento do Mestre Malunguinho, líder negro que se elevou à divindade na Jurema Sagrada, assumindo a patente de Rei da Jurema, firmando-se na tradição oral e teológica nordestina como defensor espiritual, posto este que o diferencia de Zumbi dos Palmares que não “baixa” nos terreiros, mas que os une enquanto personagens imprescindíveis nas lutas históricas negras por liberdade nacional.

Palavras-chave

Identidade, Cultura, Afro-brasileiro, Capoeira, Cantigas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-09-28

Como Citar

DA SILVA, M. J. Festa no quilombo: mestres e cantadores de cocos na Jurema. Pontos de Interrogação – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Laboratório de Edição Fábrica de Letras - UNEB, v. 3, n. 2, p. 213–219, 2015. DOI: 10.30620/p.i.v3i2.1586. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/pontosdeint/article/view/1586. Acesso em: 24 fev. 2024.