Samba de roda: visibilidade, consumo cultural e estética musical

Autores

  • Katharina Döring UNEB

DOI:

https://doi.org/10.30620/p.i..v3i2.1583

Palavras-chave:

Samba de roda, Patrimonialização, Consumo cultural, Estética musical

Resumo

O samba de roda representa valores estéticos e significados multifacetados enraizados na vida comunitária. Enquanto patrimônio imaterial, o samba de roda e seus protagonistas estão sendo submetidos a uma série de representações estéticas produzidas para públicos comunitários, estudantis, alternativos e comerciais. Este artigo descreve a diversidade geocultural, musical e estética de grupos de samba de roda e aprofunda a relação com a situação performática através de uma reflexão sobre a prática estética e recepção acadêmica do consumo cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-09-28

Como Citar

DÖRING, K. Samba de roda: visibilidade, consumo cultural e estética musical. Pontos de Interrogação – Revista de Crítica Cultural, Alagoinhas-BA: Laboratório de Edição Fábrica de Letras - UNEB, v. 3, n. 2, p. 147–174, 2015. DOI: 10.30620/p.i.v3i2.1583. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/pontosdeint/article/view/1583. Acesso em: 19 abr. 2024.