Relato de ato coletivo: post factum — ladeira da montanha

  • Flávio Marzadro UFBA
  • Francisco Antônio Zorzo UFBA

Resumo

Resumo

Este artigo trata do Post Factum Ladeira da Montanha, evento artístico ocorrido em agosto de 2013 no centro histórico de Salvador. O evento performático se propôs de dialogar com os modos como diferentes grupos sociais vêm e territorializam a ladeira, tão presente no imaginário da capital baiana. Juntos, artistas se propuseram a mergulhar nas memórias coletivas, que ali repousam, para trazer à tona o genius loci deste território. O lugar é carregado de significados, medos, angústias, prazeres, lirismos e outras sensações que o conformam. As performances problematizaram as relações entre o público que faz a atuação artística e o público que a desfruta, entre arte para o público e arte pública, entre outras relações.

Palvras-chave

Performance, Arte pública, Salvador.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-09-28