LEITURAS E ESCRITAS EM MOVIMENTO, EM MOÇAMBIQUE

  • Teresa Manjate

Resumo

O presente artigo, “Leituras e Escritas em Movimento”, faz uma reflexão em torno da atividade da leitura e da deselitização do livro, no contexto moçambicano. A abordagem é feita, tendo em conta a premissa muito comum no nosso seio de que os níveis de contacto com o livro, o hábito e o gosto de leitura são muito baixos. A reflexão baseou-se em entrevistas realizadas junto de ativistas moçambicanos que atuam em movimentos que desenvolvem atividades de leitura literária, em escolas e fora delas, nos bairros e em espaços públicos, envolvendo crianças, jovens e adultos. Além das entrevistas, a reflexão baseou-se também na consulta bibliográfica e documental. O argumento central é que os níveis de leitura são baixos e que ainda não está enraizado o hábito de leitura entre os jovens e, de igual modo, entre os adultos, devido a fatores históricos e sociais que funcionam como obstáculo para o seu desenvolvimento. Os mesmos fatores funcionam, ao mesmo tempo, como catalisadores da elitização do livro.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-02-16
Métricas
  • Visualizações do Artigo 27
  • PDF downloads: 25