ANÁLISE CONTRASTIVA DE TEXTOS EM SALA DE AULA

Palavras-chave: Poema e música, Pedagogia da Variação, Sociolinguística, Normas

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar fenômenos encontrados em textos dos gêneros poema e música que retratam a linguagem popular, aproximando-se da fala dos alunos e, a partir desses dados, identificar o que, segundo a norma-padrão, apresentaria desvios gramaticais. A partir das observações dos textos, buscamos identificar como o ensino de português na escola deve abranger as diferentes possibilidades de uso da língua, que contemplam a modalidade culta, a norma-padrão e a variação linguística. Para isso, utilizamos os estudos de Carlos Alberto Faraco (2002; 2008) e Stella Maris Bortoni-Ricardo (2004) como fundamentação do conceito de norma e da metodologia dos Contínuos de Letramento, Monitoração e Estilística. Para contrapor as teorias da Pedagogia da Variação (FARACO, 2008; BORTONI-RICARDO, 2004), apresentamos os conceitos gramaticais dos fenômenos analisados, com base nas gramáticas de Mauro Ferreira (2007) e Evanildo Bechara (2015). Respaldados nas teorias, partimos para a análise dos materiais, que consistem em duas músicas populares e quatro poemas modernistas brasileiros. Observamos como os autores empregam as colocações pronominais, a seleção lexical e as pessoas do discurso, a princípio fora da norma-padrão, mas coerente para os alunos. Dessa forma, criamos o contraste entre norma-padrão e norma culta, apresentando para os estudantes as várias formas de adequação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Susanah Yoshimi Watanabe Romero, Universidade Estadual de Londrina

Mestra e Doutoranda bolsista CAPES do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem, da Universidade Estadual de Londrina, na área de Linguagem e Significação, e linha dos Estudos do Texto e do Discurso. Graduada em Letras Português, pela Universidade Estadual de Londrina. Participou de projeto de Iniciação Científica enquanto bolsista da Fundação Araucária/CNPq

Mariana Spagnolo Martins, Universidade Estadual de Londrina

Graduada em Letras Vernáculas e Clássicas (UEL), especialista em Língua Portuguesa (UEL) e mestra em Estudos da Linguagem (UEL). Atualmente cursa doutorado em Estudos da Linguagem no Programa de Pós-graduação da UEL (PPGEL), sua pesquisa engloba os estudos de Sociolinguística e Dialetologia com ênfase nos aspectos lexicais do português falado no Brasil.

Referências

ANAVITÓRIA; IORC, Thiago. Trevo. Rio de Janeiro: Universal, 2016. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=GiXHRwNTu_I. Acesso em 28 set. 2020.

ANDRADE, Carlos Drummond de. Balada do amor através das idades. In: ANDRADE, Carlos Drummond de. Alguma poesia. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 1930.

BARROS, Manoel de. O menino que carregava água na peneira. In: BARROS, Manoel de. Exercícios de ser criança. Rio de Janeiro: Salamandra, 1999.

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 38. ed. rev. ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. O estatuto do erro na língua oral e na língua escrita. In: GORSKI, Edair Maria; COELHO, Izete Lehmkuhl. Sociolinguística e ensino: Contribuições para a formação do professor de língua. Florianópolis: Editora da UFSC, 2004.

FARACO, Carlos Alberto. Norma-padrão brasileira: desembaraçando alguns nós. In: BAGNO, Marcos (Org.). Linguística da norma. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

FARACO, Carlos Alberto. Norma culta brasileira: desatando alguns nós. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar gramática. Ed. renovada. São Paulo: FTD, 2007.

MELO NETO, João Cabral de. A educação pela pedra. In: MELO NETO, João Cabral de. A educação pela pedra e depois. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

MORAES, Vinicius de. “Poema enjoadinho”. In: MORAES, Vinícius. Antologia poética. Rio de Janeiro: Editora do Autor, 1960.

MORAES, Vinícius de. Samba da volta. In: MORAES, Vinícius. Rio de Janeiro: Tonga editora musical. 1974. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=MhNfOXmYIQs. Acesso em 28 set. 2020.
Publicado
2021-08-03
Métricas
  • Visualizações do Artigo 59
  • PDF downloads: 31