SINTAXE DO MACHISMO:

Imagem de Dilma Rousseff via expressões nominais definidas

  • Crysna Bonjardim da Silva Carmo Universidade do Estado da Bahia, Campus X, Bahia
  • Hadassa Andrade Cordeiro
  • Hadassa Andrade Cordeiro
  • Tailana Celina Braz Botelho
Palavras-chave: Expressões Nominais Definidas; Modelos Cognitivos Idealizados; Gênero; Dilma Rousseff.

Resumo

Este estudo examina as expressões nominais definidas usadas para engendrar um certo tipo de imagem de Dilma Rousseff, na obra Dilmês: o idioma da mulher sapiens (ARAÚJO, 2016). Para esta tarefa, como marco teórico, além do aparato da Linguística Textual (KOCH, 2005a; 2005b) e da Linguística Cognitiva (LAKOFF & JOHNSON, 2002[1987]), lançamos mão da categoria analítica de gênero, tanto dentro da Linguística (SILVA, 2019a) quanto dentro das Ciências Sociais (SCOTT, 1995). Como metodologia, elegemos a Linguística de Corpus (SARDINHA, 2004) e, para manipulação dos dados, selecionamos o concordanciador AntConc (ANTHONY, 2020). Considerando os números do corpus e o arranjo sintático das ENDs, constituídas a partir do referente ‘dilmês’ (2º termo no rank de ocorrências), os resultados demonstram um empreendimento da imprensa na desqualificação da imagem de Dilma Rousseff. Neste esforço, satirizam seu discurso, a ponto de nomeá-lo ao introduzir o neologismo o dilmês no MCI DILMA ROUSSEFF; e atacam o seu jeito de ser mulher. Como disse o ex-presidente do Senado, Renan Calheiros, em áudios vazados pela Lava Jato em 2016: todos estão putos com ela.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Crysna Bonjardim da Silva Carmo, Universidade do Estado da Bahia, Campus X, Bahia

Professora da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Lotada no Departamento de Educação, Campus X. Leciona as disciplinas ligadas ao ?núcleo? duro da Linguística, orienta pesquisas no curso de Letras e ministra aulas de Leitura e Produção Textual em outros cursos de graduação. Pertence ao quadro de professores permanente do Mestrado em Letras [aprovado em 2020].

Hadassa Andrade Cordeiro

Graduanda em Letras, Língua Portuguesa e Literaturas, pela Universidade do Estado da Bahia.

Hadassa Andrade Cordeiro

Graduanda em Letras, Língua Portuguesa e Literaturas, pela Universidade do Estado da Bahia.

Referências

ALVES, I.M. Neologismo. Criação lexical. 2. ed. São Paulo: Ática, 2004.

ANTHONY, L. Lawrence Anthony Website (AntConc), 2020. Disponível em: Acesso em 10. out. 2020.

ARAÚJO, C. A. Dilmês: o idioma da mulher sapiens. Rio de janeiro: Record, 2016.
AZEVEDO, Reinaldo. Dilma, a gerentona sem pecados. Veja, 13/01/2011. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

BASÍLIO, M. O princípio da analogia na constituição do léxico: regras são clichês lexicais. Veredas, v. 1, n. 1. Juiz de Fora: UFJF, 1997, p. 9-21.

BALBINOTTI, I. A violência contra a mulher como expressão do patriarcado e do machismo. REVISTA DA ESMESC, v.25, n.31, p. 239-264, 2018. (pdf)
Disponível em: https://revista.esmesc.org.br/re/article/view/191 >. Acesso em 10. out. 2020.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CANDIAL, A.F. Dilma, uma "Dama de Ferro" na presidência. UOL Notícias, 28/12/2010. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

CARMO, C.B.S. A configuração da rede polissêmica de construções agentivas denominais x-ista: Uma abordagem sociocognitiva. Dissertação (Mestrado em Linguística), Universidade Federal de Juiz de Fora, 2005. Disponível em < http://www.laurenceanthony.net/software/antconc/> Acesso em 10. out. 2020.

DESCICLOPEDIA. Português. Mulher sapiens. 2020. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

DICIONÁRIO INFORMAL. Presidanta. 2013. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

DRUMONT, Mary Pimentel. Elementos para uma análise do machismo. São Paulo: Perspectivas, 1980.

ECKERT, P.; MCCONNELL-GINET, S. Think practically and look locally: language and gender as community-based practice. Annual Review of Anthropology, Palo Alto, v. 21, p. 461- 490, 1992.

ESTADO DE MINAS. Documentos revelam detalhes da tortura sofrida por Dilma em Minas na ditadura. Estado d Minas, 17/06/2012. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

FOLHA DE SÃO PAULO. Jair Roussef. Folha de São Paulo, 21/08/2020. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

JUBRAM, C. S. Especificidades da referenciacão metadiscursiva. In: KOCH, I.; MORATO, E.; BENTES, A. Referenciacão e discurso. São Paulo: Contexto, 2005.

KICIS, B. Dilma dilmando em Paris. 7/03/2020. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

KOCH, I. G. V. Desvendando os segredos do texto. São Paulo: Cortez, 2002.

KOCH, I. G. V.C. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 2005a.

KOCH, I. G. V. O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Contexto, 2005b.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors we live by. Chicago: The University of Chicago Press, 2002[1980].

MATOS, W. “Dilmou”: Bolsonaro se enrola ao defender cloroquina, e internautas zoam. Jornal de Brasília, 17/07/2020. Disponível em: < https://jornaldebrasilia.com.br/politica-e-poder/dilmou-bolsonaro-se-enrola-ao-defender-cloroquina-e-internautas-zoam/>. Acesso em 10. out. 2020.

NUNES, A. Dilma, a Vigarista, merecia virar sucessora de Maria I, a Louca. Veja, 26/11/2018. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

PARDELAS, S.; BERGAMASCO, D. Uma presidente fora de si. Isto é, 1/04/2016. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

PRAGMATISMO POLÍTICO. Áudios de Renan Calheiros são divulgados: “Ministros do STF estão putos com ela. Pragmatismo Político, 25/05/2016. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.

SARDINHA, T. Linguística de Corpus: Histórico e problemática. D.E.L.T.A., Vol. 16, N.º 2, 2000 (323-367). Disponível em: Acesso em 10. out. 2020.

SAUSSURE, F. Curso de Linguística Geral. São Paulo: Cultrix, 2006 [1916].

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Sociedade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 71-99, jul./dez. 1995.

SILVA, A. S. A Linguística Cognitiva: uma breve introdução a um novo paradigma em Linguística. Revista portuguesa de humanidades, Vol. 1, Nº 1-2, 1997, págs. 59-101. [pdf] [ISSN 0874-0321]. Disponível em: Acesso: março de 2020. Acesso em 10. out. 2020.

SILVAb, P. H. De Louca a Incompetente: Construções discursivas em relação À ex-Presidenta Dilma Rousseff. Tese (Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem) Universidade Federal de Mato Grosso c, 2019a. 139 f.

SILVAb, R. S. Predizibilidade da marcação de gênero em substantivos na língua espanhola: uma análise de vídeos do youtube. Dissertação (Mestrado em Letras). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2019b.

SPERANDIO, L. Por que Bolsonaro é o “Dilmo” da economia. Gazeta do Povo, 30/04/2019. Disponível em: . Acesso em 10. out. 2020.
Publicado
2021-03-02
Métricas
  • Visualizações do Artigo 46
  • PDF downloads: 37
Seção
Artigos