ANÁLISE DOS ARTEFATOS GERENCIAIS UTILIZADOS PELOS FOOD TRUCKS DA CIDADE DE NATAL/RN

Palavras-chave: Artefatos Gerenciais, Food Trucks, Micro e Pequenas Empresas.

Resumo

O presente estudo tem por objetivo analisar os artefatos gerenciais utilizados na tomada de decisão pelos gestores dos Food Trucks na cidade de Natal/RN, com base no modelo proposto pelo International Federation of Accountants (IFAC). Para tanto, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas individuais com oito gestores de Food Trucks no período de Junho à Agosto de 2016, sendo esses selecionados através da técnica snowball sampling. Após a transcrição das entrevistas, os dados foram codificados no software ATLAS.ti® para que, posteriormente, fosse realizada a análise de conteúdo. Dentre os principais resultados, percebe-se uma limitada utilização dos artefatos gerenciais que compreendem o primeiro e o segundo estágio do International Management Accounting Practice 1 (IMAP 1), haja vista apenas a utilização do custeio por absorção e orçamento empresarial. No entanto, o terceiro estágio apresenta um maior índice de utilização, tendo em vista as evidências de adoção do custeio meta, benchmarking, kaizen, planejamento estratégico e just in time. Por fim, o presente estudo verifica que nenhum dos gestores investigados utiliza-se dos artefatos gerenciais referentes ao quarto estágio, comprometendo, assim, a avaliação da criação de valor das entidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Victor Joaquim dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
Mestrando em Ciências Contábeis (UFRN). Especialista em Administração Financeira pela UNIFACEX (2012). Curso Superior em Gestão Financeira pela UNIFACEX (2010). Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2015). Atualmente é professor substituto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e professor da Universidade Potiguar (UNP). Atua principalmente nas áreas de Contabilidade Gerencial e Contabilidade Comportamental.
Yuri Gomes Paiva Azevedo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN (2015). Mestrando em Ciências Contábeis do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis - UFRN. Membro dos grupos de pesquisa: Estudos Avançados para a Sustentabilidade e Contabilidade e Avaliação Econômica e Financeira de Políticas Públicas. Atua nas áreas de Contabilidade Gerencial e Finanças Corporativas.
Diogo Henrique Silva de Lima, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2004), mestrado em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília (2007) e Doutorado em Ciências Contábeis pela Universidade de Brasília (2012). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Coordenador do Programa de Pós Graduação em Ciências Contábeis - PPGCCon - da UFRN. Possui trabalhos publicados nos seguintes temas: Contabilidade Comportamental, Finanças Comportamentais, Finanças Corporativas, Análise das demonstrações Contábeis e Contabilidade Gerencial.
Edzana Roberta Ferreira da Cunha Vieira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
Doutora pelo Programa Multiinstitucional e Inter-regional de Pós-graduação em Ciências Contábeis UnB, UFPB e UFRN, programa no qual concluiu seu mestrado, no ano de 2008. Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2005) . Foi professora substituta da Universidade Federal do Rio Grande do Norte de agosto de 2006 à julho de 2008. Já lecionou na FACEX e na Faculdade CDF Ponta Negra. Hoje, é professora adjunta da UFRN. Tem experiência na área de Ciências Contábeis, atuando principalmente nos seguintes temas: contabilidade comportamental, vieses cognitivos, medidas de desempenho, custos, controle interno de estoque de medicamentos.

Referências

BAVARESCO, T. P. F.; GASPARETTO, V. Informações contábeis na tomada de decisão de micro e pequenas empresas: um estudo nas empresas catarinenses finalistas do Prêmio Talentos Empreendedores. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 16, 2009, Fortaleza, CE. Anais eletrônicos... Fortaleza, CE, 2009. Disponível em: < https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/article/view/931>. Acesso em: 22 jun. 2016.

BALDIN, N.; MUNHOZ, E. M. B. Snowball (Bola de Neve): uma técnica metodológica para pesquisa em educação ambiental comunitária. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 10, 2011, Curitiba, PR. Anais eletrônicos... Curitiba, PR, 2011. Disponível em: <http://educere.bruc.com.br/CD2011/pdf/4398_2342.pdf>. Acesso em: 30 jul. 2016.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BATTINI, D.; BOYSEN, N.; EMDE, S. Just-in-time supermarkets for part supply in the automobile industry. Journal of Management Control, v. 24, n. 2, p. 209-217, 2013.

BERNARDI, T.; SILVA, I. B.; BATOCCHIO, A. Roteiro para implantação de balanced scorecard: estudo de caso em pequena empresa. Revista de Ciência & Tecnologia, v. 17, n. 33, p. 87-102, 2012.

BEUREN, M. B.; ERFURTH, A. E. Pesquisa em contabilidade gerencial com base no futuro realizada no Brasil. Contabilidade, Gestão e Governança. v. 13, n. 1, p. 44-58, 2010.

BOGALE, E. Advanced management accounting techniques in manufacturing firms in Ethiopia. Research Journal of Finance and Accounting, v. 4, n. 16, 2013.

CATAPAN, A. A. et al. A utilização da contabilidade gerencial: um estudo em micro e pequenas empresas. Revista Economia & Tecnologia, v. 27, p. 143-150, out/dez, 2011.

CARMO, C. R. S.; SANTOS, T. G.; LIMA, I. G. A utilização de “artefatos de custos” por micro e pequenas empresas (MPEs) da cidade de Uberlândia-MG, Brasil. Revista del Instituto Internacional de Costos, n. 12, p. 5-27, 2013.

CARVALHO, I. R. Investigação sobre os estágios evolutivos da contabilidade gerencial em consultorias oferecidas às micro e pequenas empresas: evidências a partir de revistas especializadas. 2011. 139 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.

CERVEIRA JUNIOR, L. F. V. et al. O perfil do comércio da W3/W2 sul e seus aspectos contábeis. In: CONGRESSO UNB DE CONTABILIDADE E GOVERNANÇA, 1, 2015, Brasília, DF. Anais eletrônicos... Brasília, DF, 2015. Disponível em: < http://www.ccgunb.org/arquivos/anais/anais2015/TAT6-48.pdf>. Acesso em: 23 mar. 2016.

COLARES, A. C. V.; FERREIRA, C. O. Aplicação de artefatos gerenciais de contabilidade nas empresas mineiras prestadoras de serviços sob a ótica das variáveis setor e porte. Revista Mineira de Contabilidade, v. 4, n. 52, p. 16-25, 2013.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FREZATTI, F. et al. Antecedentes da definição do design do sistema de controle gerencial: evidências empíricas nas empresas brasileiras. Brazilian Business Review, v. 9, n. 1, p. 134-155, 2012.

FROST, F. A. The use of strategic tools by small and medium-sized enterprises: an Australasian study. Strategic Change, v. 12, n. 1, p. 49.62, 2003.

GARRISON, R. H.; NOREEN, E. W. BREWER, P. C. Contabilidade Gerencial. 14. ed. Porto Alegre: AMGH, 2013.

GUERREIRO, R.; CORNACHIONE JÚNIOR, E. B. C.; SOUTES, D. O. Empresas que se destacam pela qualidade das informações a seus usários externos também se destacam pela utilização de artefatos modernos de contabilidade gerencial? Revista Contabilidade & Finanças, v. 22, n. 55, p. 88-113, 2011

HOQUE, Z. 20 years of studies on the balanced scorecard: Trends, accomplishments, gaps and opportunities for future research. The British Accounting Review. v. 46, n. 1, p. 33-59, 2014.

INTERNATIONAL FEDERATION OF ACCOUNTANTS (IFAC). International Management Accounting Practice Statement: Management Accounting Concepts. New York, 1998.

ISHAK, N. M.; BAKAR, A. Y. A. Developing sampling frame for case study: challenges and conditions. World Journal of Education, v. 4, n. 3, p. 29-35, 2014.

ISIDORO, C. et al. A utilização de artefatos de contabilidade gerencial em cooperativas agropecuárias. Revista de Contabilidade da UFBA, v. 6, n. 2, p. 39-55, 2012.

IUDÍCIBUS, S.; MARION, J. C.; FARIA, A. C. Introdução à teoria da contabilidade: para graduação. 6. ed., São Paulo: Atlas, 2017.

JARVIS, R.; R., M. Business Advice to SMEs: human resources and employment. The Association of Chartered Certified Accountants, London, 2011.

KAPLAN, R. S. The evolution of management accounting. The Accounting Review, v. 59, n. 3, p. 390-418, 1984.

KIESS, L. G. Proposta de um modelo de avaliação para uma empresa de bens de consumo pela métrica do Economic Value Added (EVA®). 2014. 75 p. Dissertação (Mestrado em Economia) – Programa de Pós Graduação em Economia, Faculdade de Ciências Econômicas UFRGS, Porto Alegre, 2014.

KOS, S. R. et al. Compreensão e utilização da informação contábil pelos micro e pequenos empreendedores em seu processo de gestão. Enfoque: Reflexão Contábil, v. 33, n. 3, p. 35-50, 2014.

LEITE, R. M. et al. Orçamento empresarial: levantamento da produção científica no período de 1995 a 2006. Revista Contabilidade & Finanças, v. 19, n. 47, p. 56-72, 2008.

LÓPEZ, O. L.; HIEBL, M. R. W. Management accounting in small and medium-sized enterprises: current knowledge and avenues for further research. Journal of Management Accounting Research, v. 27, n. 1, p. 81-119, 2015.

LUDWIG, J. P. et al. Aplicação da metodologia just in time para a redução de estoques em uma indústria do ramo moveleiro. Journal of Lean Systems, v. 1, n. 2, 2016.

MACOHON, E. R.; BEUREN, I. M.. Estágios evolutivos da contabilidade gerencial que preponderam em um polo industrial moveleiro. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 15, n. 45, p. 9-22, 2016.

MARTINS, E. Contabilidade de Custos. 10ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MEGLIORINI, E. Custos: análise e gestão. 3ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.

MIRANDA, L. C. et al. Práticas de contabilidade gerencial: evidências em consultorias oferecidas por revistas especializadas aos empresários das micro, pequenas e medias empresas. Revista de Contabilidade e Controladoria, v. 5, n. 1, p. 139-157, jan./abr., 2013.

MUCCI, D. M.; FREZATTI, F.; DIENG, M.. As múltiplas funções do orçamento empresarial. Revista de Administração Contemporânea, v. 20, n. 3, p. 283-304, 2016.

NASCIMENTO, M. et al. Fatores determinantes da mortalidade de micro e pequenas empresas da região metropolitana de Florianópolis sob a ótica do contador. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 6, n. 2, p. 244-283, 2013.

OLIVEIRA, L. T.; SANTOS, M. D. S. Elaboração de um plano de negócio de um food truck de comidas orgânicas. 2015. 74 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Produção) – Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

OYADOMARI, J. C. et al. Fatores que influenciam a adoção de artefatos de controle gerencial nas empresas brasileiras. um estudo exploratório sob a ótica da teoria institucional. Revista de Contabilidade e Organizações. v. 2, n. 2, p. 55-70, 2008.

PADOVEZE, C. L. Planejamento orçamentário. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

PANUCCI FILHO, L.; ALMEIDA, L. B. A contabilidade gerencial no crescimento das organizações: Um estudo nas indústrias de confecções. Revista Iberoamericana de Contabilidad de Gestión, v. 9, n. 18, p. 1-17, 2011.

PIMENTA JUNIOR, T. et al. As micro e pequenas empresas de sucesso geram valor econômico? Um enfoque sobre as que sobrevivem aos cinco primeiros anos. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO, 2015, Ponta Grossa, PR. Anais eletrônicos... Ponta Grossa, PR, 2015.

PRAKASH, M. Evolution and changes in management accounting practices. International Research Journal of Management Science & Technology, v. 4, n. 2, p. 1009-1017, 2013.

ROSSONI, C. R. Balanced scorecard mediado pela gestão do conhecimento: modelo de uso para micro e pequenas empresas. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 3, n. 3, p. 20-35, 2010.

SALES, R. L.; BARROS, A. A.; PEREIRA, C. M. M. A. Fatores condicionantes da mortalidade dos pequenos negócios em um típico município interiorano brasileiro. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 5, n. 1, p. 38-55, 2011.

SANTOS, V.; DOROW, D. R.; BEUREN, I. M. Práticas gerenciais de micro e pequenas empresas. Revista Ambiente Contábil, v. 8, n. 1, p. 153-186, 2016.

SANTOS, J. I. R.; MORAES, S.; SANTOS, L. S. S. Sistema de custeio: Ferramenta indispensável para micro e pequenas empresas de serviço de limpeza. Revista de Administração e Contabilidade, v. 1, n. 5, p. 1-14, 2016.

SEBRAE. Food Truck SEBRAE. 2016. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/food-truck-uma-nova-tendencia,d128e6f7c633c410VgnVCM2000003c74010aRCRD>. Acesso em: 22 jun. 2016.

SHARAF-ADDIN, H. H.; OMAR, N.; SULAIMAN, S. Target costing evolution: a review of the literature from IFAC’s (1998) perspective model. Asian Social Science, v. 10, n. 9, p. 82-99, 2014.

SILVA, I. J. D. V.; LUCENA, W. G. L. Tomada de decisão: um estudo sobre a utilização de artefatos gerenciais pelas empresas da grande João Pessoa (PB). Revista Mineira de Contabilidade, v. 17, n. 1, p. 50-61, 2016.

SOUTES, D.O. Uma investigação do uso de artefatos da contabilidade gerencial por empresas brasileiras. 116f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

SOUSA, C. M. M. G.; GIL, E. P.; SANTANA, L. C. Custeio por absorção como instrumento de informação gerencial no ramo hospitalar. Caderno de Administração. Revista do Departamento de Administração da FEA, v. 9, n. 1, p. 1-11, 2015.

SOUZA, M. K. et al. Termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE): fatores que interferem na adesão. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva, v. 26, n. 3, p. 200-205, 2013.

TEIXEIRA, A. J. C. et al. A utilização de ferramentas de contabilidade gerencial nas empresas do Estado do Espírito Santo. Brazilian Business Review, v. 8, n. 3, p. 108-127, 2011.

TUANMAT, T. Z.; SMITH, M. Changes in management accounting practices in Malaysia. Asian Review of Accounting, v. 19, n. 3, p. 221-242, 2011.

YIN, R. K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Publicado
2017-08-18
Métricas
  • Visualizações do Artigo 2951
  • ARTIGO downloads: 1600
Seção
Artigos