A FORMAÇÃO INICIAL DE ALFABETIZADORES: entre a existência ideal e o real

Maria de Fátima Mota Urpia, Maria José de Faria Lins

Resumo


Este artigo trata da formação de alfabetizadores.  Objetiva a reflexão sobre a prática idealizada e aquela que se efetiva. Do ponto de vista teórico metodológico encontra acolhida em Saviani (1991), Duarte (2007), Vázquez, (2007) Kosik (1976), Konder (1992), Thompson (2002), Rummert (2007), Tonet (2005). Conclui-se que a prática concebida idealmente vai se modificando à medida que a realidade se impõe

Palavras-chave


Formação Inicial; Alfabetização de Jovens e Adultos; Programas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

ISSN 2317-6571

ESTA REVISTA ESTÁ INDEXADA EM:

DIADORIM, PORTAL SEER, Periódicos CAPESDOAJ, JournalTOCs, CREFAL - Recursos Especializados en EPJA, Latindex

 

QUALIS B1 em Ensino

QUALIS B2 em Educação

QUALIS B3 em Planejamento Urbano e Regional/Demografia

QUALIS B3 em Interdisciplinar

QUALIS B5 em Comunicação e Informação

A Revista Brasileira de Educação de Jovens e Adultos é uma publicação do Grupo de Pesquisa Cultura, Currículo e Políticas na Educação de Jovens e Adultos - CULT-EJA.

VISITANTES:  contador de acessos