O Tecer da Pesquisa na Educação Popular

Abordagens Empíricas e Teóricas de Territórios em Construção

  • Maria Lígia Isídio Alves Universidade Federal da Paraíba
  • Luana Patrícia Costa Silva Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • Severino Bezerra da Silva Universidade Federal da Paraíba

Resumo

Estabelecer diálogos teóricos e metodológicos no campo educativo tomando como base um dos territórios de construção do conhecimento: a pesquisa. Constitui-se um desafio que nos movimenta a compreender a Educação como espaço de tensões e práticas alternativas, dialógicas e populares. As discussões aqui, pautam a análise da relação de saberes no âmbito das práticas pedagógicas realizadas em uma escola do campo de Educação de Jovens e Adultos, bem como, apresentamos na prática, algumas narrativas, que constituem a vivência da pesquisa na Educação Popular. O objetivo é apresentar diálogos teóricos e práticos de um estudo no campo da Educação Popular, a partir de uma pesquisa realizada em turma multisseriada de EJA, com ênfase no uso do livro didático em sala de aula. A dimensão da pesquisa, a Educação Popular, a Educação de Jovens e Adultos e os Saberes são problematizados, através dos contributos de Santos (2007); Brandão (2003); Freire (1983, 2000, 2011b); Garcia (1987); Jovchelovitch (2011) e outros. O procedimento metodológico adotado foi o estudo de caso de natureza qualitativa, baseando-se na observação participante, diálogos e sistematizações. Percebe-se assim, que a Educação de Jovens e Adultos deve ser concebida em uma dimensão teórico-prática conectada aos pressupostos da Educação Popular, provocando processos pautados na dialogicidade de saberes, curiosidade epistemológica e emancipação, vindo a superar o caráter mecanicista e utilitária da construção do conhecimento que nega e exclui outros modos de conhecer, sobretudo, os originários das historicidades, cotidianidades e territorialidades dos educandos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Lígia Isídio Alves, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mestre em Educação pela mesma instituição. Pedagoga pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Bolsista Capes/ Fapesq. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa Observatório da Educação Popular, vinculado ao CNPq

Luana Patrícia Costa Silva, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Professora do Centro de Formação de Professores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CFP/UFRB), Campus Amargosa-BA. Coordenadora do Grupo de Estudo, Pesquisa e Extensão em Educação Popular e Agroecologia, ligado ao Núcleo de Educação Popular, Agroecologia e Alfabetização da classe trabalhadora

Severino Bezerra da Silva, Universidade Federal da Paraíba

Graduado em História. Doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor Associado IV da UFPB, atuando na Graduação e na Pós-Graduação em Educação, lotado no Departamento de Metodologia da Educação do Centro de Educação, Campus I; Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa Observatório da Educação Popular, vinculado ao CNPq

Publicado
2020-12-28
Métricas
  • Visualizações do Artigo 200
  • PDF downloads: 162