EDUCAÇÃO INCLUSIVA E A ATIVIDADE DE BRINCAR: REFLEXÃO NECESSÁRIA EM CONTEXTO DE AULA REMOTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • ANA PAULA BISPO VIEIRA
Palavras-chave: Educação inclusiva, Atividade de brincar, Educação infantil, Aula remota

Resumo

O presente estudo teve como objetivo inicial refletir sumariamente acerca da importância e exigência da atividade de brincar para o desenvolvimento e aprendizagem infantil em contexto de aula remota, numa perspectiva inclusiva, considerando as pesquisas científicas. Não havendo encontrado registros de pesquisas com a temática aqui refletida, prosseguiu-se com a reflexão, lançando mão da pesquisa do tipo exploratória, a partir da coleta de dados de pesquisa bibliográfica. A relevância do trabalho é justificada por apontar a necessidade e urgência de que sejam realizadas investigações que envolvam a temática aqui refletida, além de inaugurar tal proposição. Conclui-se que apesar da importância e exigência do brincar, que deve perpassar as atividades propostas pelos docentes da educação infantil, ainda não há pesquisas que permitam uma reflexão aprofundada e contextualizada escrutinando a atividade de brincar no ensino remoto frente à diversidade humana. Porém, com base na presente reflexão, é possível afirmar que a atividade de brincar, assim com o desenvolvimento e aprendizagem infantil, constitui-se como direito de todas as crianças, sem exceção, devendo os educadores criar formas e condições que permitam o seu acesso.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-08-30
Métricas
  • Visualizações do Artigo 123
  • PDF downloads: 130
Seção
Categoria I: Pesquisadores da Graduação e Pós-graduação