Jogos digitais e reabilitação neuropsicológica: delineando novas mídias

Patricia Rocha, Jesse Nery Filho, Lynn Alves

Resumo


O presente artigo é o resultado parcial do projeto de pesquisa Mídias Interativas para dispositivos móveis mapeando possibilidades terapêuticas e pedagógicas", que vem investigando quais as contribuições das mídias interativas para o desenvolvimento de funções executivas em crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade TDAH. Funções executivas aqui compreendidas como um conjunto de processos cognitivos e metacognitivos que, juntos, permitem que o indivíduo possa se envolver, com sucesso, em comportamentos complexos e direcionados a metas. O planejamento, a flexibilidade cognitiva, a memória de trabalho, a atenção seletiva e sustentada, o controle inibitório e monitoramento, são exemplos dessas funções. O nosso objetivo é desenvolver uma mídia hibrida denominada de gamebook, com elementos de games e de ebook, contribuindo para potencializar as funções executivas destacadas acima. Para tanto optamos por uma metodologia de base qualitativa que se divide em dois momentos. No primeiro momento, identificamos o perfil dos sujeitos na faixa etária de 8 a 12 anos, com diagnóstico de TDAH e suas interações com os games, realizamos o estudo de similares e iniciamos o processo de desenvolvimento do gamebook. No segundo momento, iremos avaliar o potencial desta mídia para o desenvolvimento das funções executivas. A equipe do projeto é composta por profissionais e pesquisadores das áreas de games, saúde, educação, neuropsicologia e psicopedagogia. Neste artigo apresentamos os resultados relativos a primeira etapa da pesquisa e suas contribuições para o desenvolvimento do gamebook.

Texto completo:

PDF

Referências


BARKLEY, R. A, 2008. e col. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade [recurso eletrônico]: manual para diagnóstico e tratamento. Tradução Ronaldo Cataldo Costa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed / VitalBook file.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.