A TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SEGURANÇA DO PACIENTE: CHECAGEM DE MEDICAMENTO À BEIRA LEITO, UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Ritacreia Berger Ribeiro, Gyuliana Santana Batista, Nathália Almeida Suzart, Telma Maria Oliveira, Maristela Silva Melo Santos

Resumo


O objetivo deste artigo é elatar o uso da tecnologia para a promoção da Segurança do Paciente, através das práticas da equipe de enfermagem nas unidades de internação de um hospital de referência cardiológica em Salvador-BA. Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência que discorre acerca da vivência das graduandas de enfermagem da UNEB no componente Estágio Curricular II, no período de março a junho de 2019. O hospital de referência deste artigo, baseado no protocolo Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP) do Ministério da Saúde (MS) e o uso da Tecnologia em Saúde, elaborou e implementou uma ferramenta de trabalho, baseado na Tecnologia Dura, intitulada “Checagem de Medicamentos à Beira Leito”. A vivência com o uso da tecnologia dura durante o Estágio Cirricular II, contribuiu significativamente para o aprendizado acadêmico, favorecendo a reflexão sobre a importânciadas práticas inovadoras nos processos assistenciais visando, principalmente, à segurança do paciente e atuando como uma ferramenta essencial para a minimização dos erros na assistência.



Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, TP., OLIVEIRA, GA., LOPES, MN., POLETTI, NA., BECCARIA, LM. Práticas assistenciais para segurança do paciente em unidade de terapia intensiva. 2014. Acta Paul Enferm. 27(3):243-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v27n3/1982-0194-ape-027-003-0243.pdf. [Acesso 09 julho 2019]

BRASIL. Portaria MS/GM nº 529, de 1 de abril. 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html. [Acesso 18 abril 2019]

BRASIL, 2010a. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária: Protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos. Brasília, 2010. . Brasília, 2010. [Acesso 22 junho 2019]

BRASIL. 2010b. Agência Nacional de Vigilância Sanitária Segurança do paciente em serviços de saúde: limpeza e desinfecção de superfíciesDisponível em: https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicacoes/item/seguranca-na-prescricao-uso-e-administracao-de-medicamentos . [Acessoem 09 julho 2019].

BRASIL. 2011 Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Gerenciamento de riscos. Brasília: ANVISA.Disponível em:http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/272031/Boletim+Seguran%C3%A7a+do+Paciente+e+Qualidade+em+Servi%C3%A7os+de+Sa%C3%BAde+n%C2%BA+01+Jan-Jul+de+2011/aa36fe6e-f5d5-46ae-9eb6-e93af520fafc. [Acesso 09 jul. 2019].

BRUNNER; SUDDARTH. 2017. Tratado de enfermagem médico-cirúrgica/ Editores Suzanne C. Smeltzeret al.. 13. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

CECÍLIO, L. C. O.; MERHY, E.E. 2003. Integralidade do cuidado como eixo da gestão hospitalar. Campinas, Disponívelem:

http://www.hc.ufmg.br/gids/anexos/Integralidade.pdf >. [Acesso 18 abril 2019]

FONSECA, I. A. 2017. Segurança do paciente no contexto da graduação em enfermagem: um dilema entre o teórico e prático pesquisa qualitativa – convergente assistencial. Niterói, 2017. Disponível em: http://pesquisa.bvsalud.org/brasil/resource/pt/biblio-883317. [Acesso 25 junho 2019]

GOMES A.T.L., SALVADOR P.T.C.O., RODRIGUES C.C.F.M., SILVA M.F., FERREIRA L.L., SANTOS V.E.P. 2017. Patient safety in nursing paths in Brazil. Rev Bras Enferm [Internet]. 2017;70(1):139-46. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2015-0139. [Acesso 25 junho 2019]

LOPES E.M., PINHEIRO A.K.B., PINHEIRO P.N.C., VIEIRA N.F.C. 2009. Technology and nursing practice — a bibliographical research. Online Braz J Nurs. ; 8(1). Disponível: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/ article/view/j.1676-4285.2009.1883. [Acesso 25 maio 2019]

LORENZETTIL J., TRINDADE, L.L., PIRES, D.E.P., Flávia Regina Souza RAMOS, F.R.S. 2012. Tecnologia, inovação tecnológica e saúde: uma reflexão necessária. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2012 Abr-Jun; 21(2): 432-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v21n2/a23v21n2.pdf. [Acesso 24 junho 2019]

MALCOM, E., YISI L. The nine rights of medication administration: an overview. Br J Nursing London [Internet]. 2010 [cited 2015 Apr 17]; 19(5): 300-05. Available from: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20335899. [Acesso 09 julho 2019]

MENDES, W., PAVÃO, A.L.B., MARTINS, M., MOURA, M.L.O., TRAVASSOS, C. 2013. Características de eventos adversos evitáveis em hospitais do Rio de Janeiro.2013 Revista da Associação Médica Brasileira [Internet]. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0104423013001425?via%3Dihub . [Acessoem 25 junho 2019].

MERHY E.E. 2002 Em busca de ferramentas analisadoras das Tecnologias em Saúde: a informação e o dia a dia de um serviço, interrogando e gerindo trabalho em saúde. In: MERHY E.E, ONOKO, R, organizadores. Agir em Saúde: um desafio para o público. 2.ed. São Paulo: Hucitec, 2002. p. 113 - 150. disponível em: http://www.uece.br/eduece/dmdocuments. [Acesso 21 abril 2019]

MERHY, E. E. 2002. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. São Paulo: Hucitec.Disponível em:

em:http://www.scielo.br/pdf/csp/v24n8/23.pdf. [Acesso 18 abril 2019]

MIASSO, A. I.; CASSIANI, S. H. B. 2000. Erros na administração de medicamentos: divulgação de conhecimentos e identificação do paciente como aspectos relevantes. Revista da Escola de Enfermagem da USP [internet]. Vol.34 n.1 São Paulo, Março 2000. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342000000100003 . [Acesso em 09 julho 2019]

OMS - Organização Mundial da Saúde. 2009. Final Report for The Conceptual Framework for the International Classification for Patient Safety. V. 1.1. 2009. Disponível em: https://www.who.int/patientsafety/taxonomy/icps_full_report.pdf. [Acesso 25 junho 2019]

PENA, MM., BRAGA, AT., MEIRELES, ES., VASSAO, LGC., MELLEIRO, MM. Mapeamento de erros de medicação. 2016. Revenferm UERJ, Rio de Janeiro, 2016; 24(3):e7095. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/7095/19212. [Acesso 09 julho 2019]

REIS, AMM., MARQUES, TC., OPITZ, SP., SILVA, AEBC., GIMENES, FRE., TEIXEIRA, TCA., LIMA, REF., CASSIANI, SHB. Errors in medicine administration – profile of medicines: knowing and preventing. 2010. Acta Paul Enferm.23(2):181-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v23n2/05.pdf. [Acesso 09 julho 2019]

SILVA, A. C. A.. et al. 2016. A segurança do paciente em âmbito hospitalar: Revisão integrativa da literatura. Revista Congitare Enfermagem, v. 21. Universidade Federal do Paraná. Paraná, 2016. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/37763/pdf. [Acesso 22 junho 2019]

SILVA, A. T., ALVES, M. G., SANCHES, R. S., TERRA, F. S., RESCK, Z. M. R. 2016. Assistência de enfermagem e o enfoque da segurança do paciente no cenário brasileiro. Saúde Debate. Rio de Janeiro, v. 40, n. 111, p. 292-301, OUT-DEZ 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v40n111/0103-1104-sdeb-40-111-0292.pdf. [Acesso 24 junho 2019]

SILVA, M. V. R. S., BRANCO, T. B., FILHA, F. S. S. C. 2015. Administração de medicamentos: erros e responsabilidades dos profissionais. Revista Ciências e Saberes. 2015 Out-Dez; ISSN: 9912152-55. Maranhão, 2015. Disponível em: http://www.facema.edu.br/ojs/index.php/ReOnFacema/article/view/44/29 . [ Acesso 09 julho 2019].

TEIXEIRA, TCA., CASSIANI, SHDB. Análise de causa raiz: avaliação de erros de medicação em um Hospital Universitário. 2010. RevEscEnferm USP; 44(1):139-46. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v44n1/a20v44n1.pdf. [Acesso 09 julho 2019]

VIANA, A. L. D. et al. 2001. Saúde, desenvolvimento e inovação tecnológica: nova perspectiva de abordagem e de investigação. Lua Nova, v. 83, p. 41-77. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/ln/n83/a03n83.pdf. [Acesso 17 junho 2019]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.