Triagem Inteligente: O Uso da Internet das Coisas na Classificação dos Riscos nas Emergências

Antonio C. C. dos S. Junior, Danilo M de O Santos, Leanderson de J. Santana, Fábio Fonseca B. Gomes, Leandro F. de Oliveira, Igor G. Pimenta

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar a automação do processo de triagem de pacientes utilizando o atuador Arduino. O processo de triagem determina o nível de risco do paciente e sua execução pode tornar-se desnecessariamente complexa, sendo que, aproximadamente, 80% dos pacientes em serviços de emergência não necessitam de atendimento urgente. Portanto, a automatização deste processo pode provar-se bastante benéfica: os dados do paciente são analisados em tempo real, provendo um resultado seguro e em alta velocidade, garantindo prioridade a pacientes em risco e reduzindo o tempo de admissão dele.


Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, J. Photoplethysmography and its application in clinical physiological measurement. 2007, p. 2.

ARDUINO. What Is Arduino. Disponível em: < https://www.arduino.cc/>. [Acesso em: dezembro de 2018]

BELTRAME, B.. O que Fazer Para Baixar a Febre do Bebê. Disponível em: < https://www.tuasaude.com/o-que-fazer-para-baixar-a-febre-do-bebe/>. [Acesso em: dezembro de 2018]

BERTOZZI F. Atualiza Associação Cultural. Importância Da Triagem Realizada Pelo Enfermeiro Na Emergência. 2011.

BRAZ, C, J. Departamento De Anestesiologia Da Faculdade De Medicina De Botucatu, Universidade Estadual De São Paulo. Fisiologia Da Termo Regulação Normal. 2005.

CASTRO, S, T. Universidade Federal De Juiz De Fora. Identificação De Impressões Digitais Baseada Na Extração De Minúcias. 2008.

COSTA, F, T; SANTOS, S, C. Fundação Universitária Vida Cristã - Faculdade De Pindamonhangaba. Automação No Cultivo De Microalgas. 2016

FELIPEFLOP. Sensor de temperatura. Disponível em: https://www.filipeflop.com/produto/sensor-de-temperatura-ds18b20-a-prova-dagua/. [Acesso em: dezembro de 2018]

HELENA, C; SCHWANKE, A; ELIZABE, V; CLOSS. Universidade do Estado do Riode Janeiro. A Evolução do Índice de Envelhecimento no Brasil, nas suas Regiões e Unidades Federativas No Período De 1970 A 2010. 2012.

HOCHENBAUM, J; NOBLE, J; EVANS, M. ed. Shelter Island. Manning. Arduino in action. 2010, p.153-154, p.191-193 .

JORNAL DO SENADO. Frequência cardíaca. Disponível em: [Acesso em dezembro de 2018]

MERCADO LIVRE. Sensor Biométrico. Disponível em https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1135592216-sensor-biometrico-impresso-digital-fpm10a-as608-arduino-_JM?quantity=1 [Acesso em dezembro de 2018]

NOGUEIRA, F. Instituto Municipal De Ensino Superior De Assis. Captura De Sinal Biométrico Utilizando Arduino.2011.

PASCHOAL, M, A; Volanti, V, M; Pires,C,S; Fernandes,F,C. Faculdade De Fisioterapia, Pontifícia Universidade Católica De Campinas, Campinas, São Paulo. Variabilidade Da Frequência Cardíaca Em Diferentes Faixas Etárias.2006

PEIXOTO, M. O Uso Da Tecnologia No Processo Diagnóstico-Terapêutico: Ótica Do Enfermeiro e do Usuário. 1994.

PULSE SENSOR AMPED. Pulse Sensor. Disponível em: https://pulsesensor.com/products/pulse-sensor-amped. [Acesso em: dezembro de 2018]

RIBEIRO, M. L. B., Resolução CFM nº 2.079/14, Conselho Federal de Medicina, Brasília, 2014.

SINGH, A. Rev. Latinoam. Psicopat. Fund., São Paulo. Medicina Moderna: Rumo à Prevenção, à Cura, ao Bem-Estar e à Longevidade. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.