O papel das tecnologias sociais sobre o desenvolvimento escolar de crianças nascidas prematuras: Uma abordagem do seguimento ambulatorial.

Verônica Sales

Resumo


 

Introdução e objetivo: Este estudo buscou identificar como as tecnologias sociais podem ser aplicadas no seguimento ambulatorial para o desenvolvimento escolar de crianças nascidas prematuras. Materiais e Métodos: Foi realizada revisão integrativa da literatura, a partir de busca em periódicos especializados utilizando as palavras-chave: Tecnologias Sociais, Desenvolvimento Escolar, Nascimento Prematuro e Seguimento ambulatorial de abril a julho de 2015, nos maiores bancos de dados disponíveis, a saber: BIREME e PUBMED. Ao final da busca foram encontrados 30 artigos publicados no período entre 1999 e 2015. O conteúdo dos artigos foi analisado e discutido, segundo o objetivo desta revisão de literatura. Resultados e Discussão: Os resultados encontrados indicam que a sobrevida de crianças nascidas prematuras, vem ascendendo ao longo dos tempos. A partir dessa realidade, começaram a surgir preocupações relacionadas com as suas competências e capacidades destes indivíduos, no que se refere ao seu desenvolvimento e condições de aprendizado, levando ao surgimento e posterior implantação dos programas de acompanhamento, chamados de seguimento ambulatorial, os quais se apresentam como estratégias de prevenção e intervenção precoce em saúde pública. Este acompanhamento identifica déficits motores, sensoriais, linguagem e principalmente os distúrbios de aprendizagem no período escolar. A interação dos profissionais que acompanham estas crianças com os seus familiares é vivida de forma intensa e por um tempo suficiente, para se pensar em trocas de informações contínuas, visando minimizar os anseios da família quanto às perspectivas futuras de inserção     na sociedade. As tecnologias sociais se apresentam como um suporte favorável, para viabilizar o conhecimento evolutivo desta população preparando crianças, família, profissionais e educadores para o enfrentamento desta realidade com vistas a uma perspectiva de vida mais igualitária. Conclusões: O acompanhamento ambulatorial, utilizando tecnologias

leves baseadas em ações educativas promovidas por profissionais de saúde, parece favorecer o aprendizado de crianças nascidas prematuras, minimizando os efeitos sobre o seu desenvolvimento.

Palavras-chave: Tecnologias Sociais, Desenvolvimento Escolar, Nascimento Prematuro, Seguimento Ambulatorial.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.