A hipersexualização de corpos negros: o conto “Afrodisíaco”, de Cristiane Sobral e a imagem publicitária da “Devassa”

  • Eveling Cauani Morais de Lima Universidade do Estado da Bahia- UNEB
  • Thiago Carneiro da Silva Universidade do Estado da Bahia- UNEB
  • Virna Carneiro da Silva Nepomoceno Universidade do Estado da Bahia- UNEB

Resumo

Este trabalho é parte do projeto proposto pelo Grupo de Estudo em Gênero e Feminismos (GEGEF) do Instituto Federal da Bahia. Tem como objetivo analisar o conto “Afrodisíaco”, de Cristiane Sobral, publicado no livro Tapete Voador, em 2016, além disso, pretende analisar a campanha publicitária da cerveja Devassa, veiculada no período de 2010 e 2011, fabricada pela empresa Brasil Kirin. Utilizou-se a perspectiva teórica feminista interseccional para abordar questões da objetificação e sexualização dos corpos negros, assim como, para ressaltar suas relações e como produzem efeitos na construção do imaginário social sobre pessoas negras. Isto posto, o conto funciona como uma forma de “denúncia” que reflete a sexualização do corpo do homem negro, enquanto a imagem publicitária reforça um estereótipo acerca da sexualização do corpo da mulher negra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eveling Cauani Morais de Lima, Universidade do Estado da Bahia- UNEB

Mestranda em Administração pela Universidad de la Empresa (UDE); graduanda em Letras, Língua Portuguesa e Literaturas pela UNEB; graduada em Administração pelo Centro Universitário São Francisco de Barreiras (UNIFASB).

Thiago Carneiro da Silva, Universidade do Estado da Bahia- UNEB

Graduando em Letras, Língua Portuguesa e Literaturas pela UNEB.

Virna Carneiro da Silva Nepomoceno, Universidade do Estado da Bahia- UNEB

Graduanda em Pedagogia pela UNEB.

Publicado
2021-03-04
Métricas
  • Visualizações do Artigo 355
  • pdf downloads: 103