RELAÇÕES INTERARTES NO MODERNISMO BRASILEIRO:

Interferências

  • Gabriel Da Cunha Pereira UNINASSAU Lauro de Freitas
Palavras-chave: Murilo Mendes; Mario de Andrade; modernismo brasileiro; pintura; música.

Resumo

Muitas e de modo vário são as relações interartes na literatura brasileira. Este artigo privilegiará as interfaces da literatura com a música e com a pintura, no contexto do Modernismo Brasileiro. Abordando às conexões entre literatura e pintura, queremos nos ater ao duplo caminho que a obra de Murilo Mendes nos proporciona. Primeiramente, como colecionador e crítico de arte que foi, destacaremos o poema “Il figliol prodigo”. Publicado em italiano no livro Ipotesi, foi escrito a partir da leitura do poeta sobre o quadro de título homônimo do artista plástico Giorgio De Chirico, com quem o poeta mineiro teve contato durante seu exílio voluntário na Europa. Em seguida, queremos analisar a leitura do artista plástico Ramón Brandão sobre a sua obra do poeta mineiro. A originalidade dessa segunda parte da análise se deve ao fato de que não irá se tratar de um sistema sígnico verbal lendo outro não verbal (como costumeiramente acontece), mas do sistema visual interpretando o sistema verbal. Voltando-nos, em um segundo momento, para as relações entre literatura e música, ater-nos-emos (1) à análise do “Trenzinho do caipira” (composição que integra as Bachianas Brasileiras número 2, composta por Villa-Lobos em 1930 e que, em 1975, recebeu letra de Ferreira Gullar, retirada de um trecho de seu “Poema Sujo”); e (2) às interferências da formação musical de Mário de Andrade no seu livro de poemas Paulicéia Desvariada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, Mário de. “Prefácio interessantíssimo”. In: ___. Poesias completas. São Paulo : Livraria Martins Editora, 1966. (Obras completas de Mário de Andrade, v.2)
______. “Inspiração”. In: ___. Poesias completas. São Paulo : Livraria Martins Editora, 1966. (Obras completas de Mário de Andrade, v.2)
______. “O trovador”. In: ___. Poesias completas. São Paulo : Livraria Martins Editora, 1966. (Obras completas de Mário de Andrade, v.2)
______. Macunaíma: o herói sem nenhum caráter. 33ªed. Belo Horizonte, Rio de Janeiro : Livraria Garnier, 2004.

BRANDÃO, Ramón. “Rainha do sabão: modelito básico”. In: CRISTOFARO, Valéria de Faria et aliae. Re-invenção do finito: releitura plástica da obra de Murilo Mendes. Juiz de Fora : CGC/UFJF, 2001

CLÜVER, Claus. “Estudos interartes: conceitos, termos, objetivos”. In: Literatura e sociedade, n.2. São Paulo :EdUSP, 1997. p.37-55.

DE CHIRICO, Giorgio. “Il figliol prodigo”. In: De Chirico. Trad. Antônio Mendes. Köln : Taschen, 2006.

DERRIDA, Jacques. A escritura e a diferença. Trad. Maria Beatriz Marques Nizza da Silva. 2ªed. São Paulo : Perspectiva, 1995.

DINIZ, Júlio César Valladão. “Corpo textual, corpo musical, corpo urbano em Mário de Andrade”. In: Cânones & Contextos: anais, v.2. 5º Congresso Abralic – Rio de Janeiro : ABRALIC, 1998. p.135-138.

GULLAR, Ferreira. “Poema Sujo”. In: ___. Toda poesia. 18ªed. Rio de Janeiro : José Olympio, 2009.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance. 2ªed. Trad. José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo : Duas cidades, Editora 34, 2009. 240p.

MENDES, Murilo. “A rainha do sabão”. In:___. Poesia completa e prosa, v.3. Org.
Luciana Stegagno Picchio. Rio de Janeiro : Nova Aguilar, 1995.
______. “Il figliol prodigo”. In: ___. Poesia completa e prosa, v.4. Org. Luciana Stegagno Picchio. Rio de Janeiro : NovaAguilar, 1995.

MICELI, Sergio. Imagens negociadas: retratos da elite brasileira (1920-1940). São Paulo : Companhia das Letras, 1996.

MUCCI, Latuf Isaias. “Imagens pictórico-poéticas de Mário de Andrade”. In: Ipotesi: revista de estudos literários., v.7,n.2. Juiz de Fora :EdUFJF, 2003. p.51-59.
Publicado
2021-03-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 9
  • PDF downloads: 18
Seção
Artigos