CUSTOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO EM UM ESTALEIRO DA REGIÃO SUL DO BRASIL

  • Ana Claudia Afra Neitzke Universidade Federal do Paraná - UFPR
  • Giliard Peres Gonçalves Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Renata Mendes de Oliveira Universidade Federal do Paraná - UFPR
  • Débora Gomes Machado Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Artur Roberto de Oliveira Gibbon Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Palavras-chave: Custos ambientais, Polo naval, Políticas ambientais

Resumo

A partir do início das construções das plataformas de petróleo em território nacional, o mercado interno brasileiro vem absorvendo as riquezas que dessas se originam. As cidades em que os Polos Navais estão localizados tendem a absorver diretamente os impactos financeiros e econômicos gerados pela instalação da indústria naval. A cidade do Rio Grande está sendo alvo das modificações provocadas pela instalação do Polo Naval. Neste contexto, o objetivo geral do estudo foi verificar como são tratados os custos ambientais em um estaleiro da região sul do Rio Grande do Sul. Visando a consecução do objetivo proposto, operacionalizou-se um estudo de caso em uma empresa privada do setor da construção naval. A presente investigação, de caráter exploratório, fez uso de fontes múltiplas de evidências. Desta forma, os dados foram coletados mediante análise de documentação, entrevista semiaberta e observação sistemática. Os resultados indicam que a organização analisada possui custos ambientais, principalmente, relacionados à manutenção dos processos ambientais. Posto isso, infere-se que a organização necessita ponderar a temática dos custos ambientais através de um programa de políticas ambientais e, como consequência, desenvolver um mecanismo de apropriação dos custos, passível de utilização da abordagem de centro de custos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Claudia Afra Neitzke, Universidade Federal do Paraná - UFPR
Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Atualmente, está cursando Mestrado em Contabilidade, na linha de Contabilidade e Controle Gerencial, pela Universidade Federal do Paraná (2013-atual). Bolsista de Iniciação Científica (2008 a 2011). Bolsista Capes/ Mestrado em Contabilidade - UFPR (2013-atual). Bolsista UAB - Tutoria na Graduação em Administração Pública EaD na UFPR (2014-atual). Monitoria de Estágio Docência na UFPR na área de Contabilidade Financeira (2013-atual). Foi professora da Universidade Federal do Rio Grande FURG, no período de 2012 a 2013. Tem experiência profissional em assessoria à Micro e Pequenas Empresas.
Giliard Peres Gonçalves, Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Graduando em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Atualmente é monitor da disciplina de Desenvolvimento Socio-Econômico. Futuramente, pretende trabalhar com mercado financeiro. 
Renata Mendes de Oliveira, Universidade Federal do Paraná - UFPR
Possui graduação em Administração de Médias e Pequenas Empresas pela Universidade Norte do Paraná UNOPAR (2007) e em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia UFU (2011). Atualmente cursando Mestrado em Contabilidade na Universidade Federal do Paraná UFPR. Atuação em projeto de Iniciação Científica (voluntário). Bolsista de Programa de Extensão da UFU. Bolsista CAPES Mestrado em Contabilidade UFPR. Monitoria de diversas disciplinas da área de Contabilidade Gerencial na UFU (voluntária). Monitoria de Estágio Docência UFPR (2013) na área de Contabilidade Gerencial. Atuou como estagiária na Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD na Faculdade de Ciências Integradas do Pontal - FACIP/UFU e como Assistente Contábil na empresa UNIMED Ituiutaba - MG. Atuou como membro da Inovar Consultoria Júnior, empresa júnior do curso de Ciências Contábeis da FACIP/UFU. Participou de grupos de pesquisa e desenvolve estudos relacionados aos seguintes temas: inovações tecnológicas, contabilidade, tecnologia da informação, atributos de qualidade, subjetividade da informação contábil, dentre outros.
Débora Gomes Machado, Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Doutora em Ciências Contábeis e Administração pela Universidade Regional de Blumenau - FURB (2012), possui mestrado em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS (2005) e graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Pelotas - UCPEL (1994). É professora adjunta da Fundação Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Tem experiência na área de Contabilidade Gerencial, atuando principalmente nos seguintes temas: contabilidade gerencial e pesquisa e ensino em contabilidade. 
Artur Roberto de Oliveira Gibbon, Universidade Federal do Rio Grande - FURG
Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande (1997) e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002). Atualmente é professor assistente nível IV da Universidade Federal do Rio Grande(FURG). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Cadeia de Valor, atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão de Custos, Contabilidade de Custos, Controle de Gestão, Resultado Empresarial e Avaliação de desempenho.

Referências

ASSIS, J. V.; RIBEIRO, M. S.; MIRANDA, C. S.; RESENDE, A. J. Contabilidade Ambiental e o Agronegócio: um estudo empírico entre as usinas de cana-de-açúcar. Revista Sociedade, Contabilidade e Gestão, v.4, n. 2, p. 88-103, Jul./Dez., 2009.

AZEVEDO, D. B.; GIANLUPPI, L. D. F.; MALAFAIA, G. C. Os custos ambientais como fator de diferenciação para as empresas. Revista Perspectiva Econômica, v. 3, n. 1, p. 82-95, Jan./Jun, 2007.

BARBIERI, C. J. Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3. ed. Lisboa: Edições 70: Lisboa, 1977.

BEN, F. Evidenciação de informações ambientais pelas empresas gaúchas. Revista Universo Contábil, v.1, n. 3, p. 63-80, Set./Dez, 2005.

BEUREN, I. M.; SANTOS, V.; GUBIANI, C. A. Informações ambientais evidenciadas no relatório da administração pelas empresas do setor elétrico listadas no ISE. Base, 10, p. 55-68, 2013.

BOUÇAS, A. S.; BURATTO, A. L.; SILVA, L. M. Sistema ABC na Gestão dos Custos Ambientais: a importância de sua utilização na Gestão Ambiental. Revista Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 4, n. 2, p. 58-71, Jul./Dez., 2009.

BRANDLI, E. N.; GUIMARÃES, J. B.; PANDOLFO, A.; REINEHR, R. A identificação dos custos relacionados ao meio ambiente por meio da aplicação do modelo de Jasch. P&D em Engenharia de Produção, v. 8, n. 3, p. 153-161, 2010.

BRASIL. Lei 6.938/81. Política Nacional do Meio Ambiente. Brasília: Congresso Nacional, 1981.

CAMPOS, L. M. de S.; SELIG, P. M. Custos da qualidade ambiental: uma visão dos custos ambientais sob a ótica das organizações produtivas. Rev. Ciên. Empresariais da UNIPAR, v. 6, n. 2, p. 135-151, Jul./Dez, 2005.

CARVALHO, A. B. Polo Naval do Rio Grande: desafio a estruturação técno-produtiva do território. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande-FURG, Rio Grande, RS, Brasil, 2011.

COELHO, H. G. J. O Desenvolvimento Tecnológico da Indústria Naval de Defesa – Uma Questão Estratégica. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 2009.

CUNHA, M. S. A Indústria de Construção Naval: uma abordagem estratégica. Dissertação de Mestrado, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil, 2006.

DONAIRE, D. Gestão ambiental na empresa. São Paulo: Atlas, 1995.

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, Secretaria do Desenvolvimento e dos Assuntos Internacionais – SEDAI. Relatório FURG/ SEDAI Desenvolvimento e Consolidação do Polo Naval e Offshore de Rio Grande. Rio Grande, 2009.

FATORELLI, L.; MERTENS, F. Integração de Políticas e Governança Ambiental: o caso do licenciamento rural no Brasil. Revista Ambiente & Sociedade, v. 13, n. 2, p. 401-415, Jul./Dez., 2010.

FERREIRA, A. C. S. Contabilidade ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

JESUS, C. G.; GITAHY, L. Transformações na indústria de Construção Naval Brasileira e seus impactos no mercado de trabalho (1997-2007). In: CONGRESSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DE CABO VERDE, 1, 2009, Cabo Verde. Anais... Cabo Verde: Associação Portuguesa de Desenvolvimento Regional, 2009.

LUSTOSA, M. C.; YOUNG, C. Política Ambiental. In: HASENCLEVER, L., KUPFER, D. Economia Industrial. Rio de Janeiro: Campus-Elsevier, p. 569-590, 2002.

LUSTOSA, M. C. J. Meio ambiente, inovação e competitividade na indústria brasileira: a cadeia produtiva do Petróleo. 2002. 246 f. Tese (Doutorado em Economia), Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

MARCHEZI, R. S. M.; AMARAL, S. P.; SANTOS, H. R. F.; CARDOSO, M. M. S. Vantagens competitivas obtidas através da implantação de projetos ambientais no âmbito do mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL): estudo de caso de um aterro sanitário localizado no Espírito Santo. Anais do Congresso Nacional de Excelência em Gestão, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 5, 2009.

MARGULIS, S. A regulamentação ambiental: Instrumentos e implementação. Texto para discussão n. 437. 1996. Disponível em: < http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_0437.pdf>, 2012.

MARTINS, E. Contabilidade de custos. 9.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MICHELS, I. L.; ARAKAKI, S. R. M. V. Setor sucroenergético brasileiro: os custos ambientais como fator de diferenciação. DELOS – Revista Desarrollo Local Sostenible, v. 5, n 15, p. 1-14, out., 2012.

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE. NBC T 15: Informações de Natureza Social e Ambiental. Brasília, 2004.

PHILIPPI, A.; PELICIONI, M. C. F. Educação ambiental: desenvolvimento de cursos e projetos. São Paulo: USP, FSP, Núcleo de Informação em Saúde Ambiental: Signus, 2002.

RIBEIRO, M. S. Contabilidade Ambiental. São Paulo: Saraiva, 2010.

RIBEIRO, M. S. Custeio das atividades de natureza ambiental. 1998. 176 f. Tese (Doutorado em Contabilidade), Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

RIBEIRO, R. B.; ARAÚJO, A. O.; TAVARES, A. de L.; CRYSTALINO, C. M. Impacto da não-preservação ambiental no resultado de uma indústria têxtil da região metropolitana de natal. Revista Universo Contábil, v. 6, n. 3, p. 80-95, Jul./Set., 2010.

ROCHA, J. S. N. Educação ambiental técnica para os ensinos fundamental, médio e superior. 2. ed. Santa Maria: Pallotti, 2000.

ROSSATO, M. V.; TRINDADE, L. de L.; BRONDANI, G. Custos ambientais: um enfoque para a sua identificação, reconhecimento e evidenciação. Revista Universo Contábil, v. 1, n. 5, p. 72 – 87, Jan./Mar., 2009.

SANCHES, C. S. Mecanismos de interiorização dos custos ambientais na indústria: rumo a mudanças de comportamento. Revista de Administração de Empresas, v. 37, n. 2, p. 56-67, Abr./Jun, 1997.

SANTOS, A. O.; SILVA, F. B.; SOUZA, S.; SOUSA, M.F.R.S. Contabilidade ambiental: um estudo sobre sua aplicabilidade em empresas brasileiras. Contabilidade - Revista Contabilidade e Finanças, v. 16, n. 27, p. 89-99, Set./Dez., 2001.

SILVA, A. A. Gestão ambiental e competitividade: o caso BRASILAMARRAS. 2001. 275 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Ambiental) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2001.

SOUZA, N. J. Desenvolvimento econômico. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

SOUZA, V. R.; RIBEIRO, M. S. Aplicação da Contabilidade Ambiental na Indústria Madeireira. Revista de Contabilidade & Finanças, n. 35, p. 54-67, Maio/Ago., 2004.

TINOCO, J. E. P.; KRAEMER, M. E. P. Contabilidade e gestão ambiental. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

VAZ, C. R.; SELIG, P. M.; BORNIA, A. C. Custos ambientais na cadeia de suprimentos na indústria de alimentos: Uma análise bibliométrica. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, XVIII, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Custos, 2011.

WISSMANN, M. A.; HEIN, A. F.; RACHOW, N. I. P.; FOLLMANN, J. Custos ambientais: análise de sua incidência e importância na busca da ecoeficiência em uma indústria de queijo.

In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, XVIII, 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Custos, 2011.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Publicado
2015-04-01
Métricas
  • Visualizações do Artigo 1658
  • ARTIGO downloads: 718
Seção
Artigos