INCENTIVOS FISCAIS: UMA ANÁLISE DO PONTO DE VISTA BIBLIOMÉTRICO

Palavras-chave: Incentivos Fiscais. Bibliometria. Planejamento Tributário. Lei do Bem.

Resumo

O trabalho avaliou o perfil das pesquisas em incentivos fiscais na literatura internacional. Nesse contexto, basicamente, foram identificados os anos mais produtivos, os periódicos, os países e as instituições mais relevantes em incentivos fiscais. Do mesmo modo, foram vistas as palavras-chave mais recorrentes, enumerando-se os autores mais importantes. Para tal, utilizou-se a bibliometria, para buscar dados na base Scopus, no período de 2005 a 2019. Assim, procurando consolidar as informações sobre incentivos fiscais e temas recorrentes. Dessa forma, as conclusões do presente trabalho, principalmente a respeito dos artigos, autores e periódicos mais relevantes, são de que o tema pode ser mais explorado e desvendado em pesquisas futuras. Os trabalhos com maior relevância e os subtemas recorrentes podem direcionar para linhas de pesquisas em incentivos fiscais. O perfil dos pesquisadores e instituições podem prestar referências para que pesquisadores brasileiros tracem estratégias individuais de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, D. M.; JUNGES, I. Proposta de um modelo de identificação da inovação tecnológica para a utilização de incentivos fiscais: um estudo em uma indústria de eletroeletrônicos sul brasileira. RevistaCatarinense da CiênciaContábil, v. 15, n. 44, p. 49-59, 2016.

BARGAIN, O.; ORSINI, K.; PEICHL, A. Comparing labor supply elasticities in europe and the united states new results.JournalofHumanResources, v. 49, n. 3, p. 723-838, 2014.

BRASIL, Lei 11.196/2005, disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11196.htm>, acessado em 29/05/2020 às 18:50h.

BUFFON, M.; JACOB, L. R. Os Incentivos fiscais no ramo tecnológico como instrumento do desenvolvimento nacional. Direito e Desenvolvimento, v. 6, n. 12, p. 121-144, 2015.

CAVALCANTE, L. R.; UDERMAN, S. The Cost of a Structural Change: A large automobile plant in the state of Bahia. JournalLatin American Business Review,v. 7, p. 11-48, 2007.

COSTA, A. R. R.; ALVES, A. T.; SOARES, L. A. C. F. Auditoria na Literatura Internacional: Conclusões para a Base Scopus, de 2002 a 2015. Revista Mineira de Contabilidade, v. 18, n. 1, p. 38-51, 2017.

CHUEKE, G. V.; AMATUCCI, M. O que é bibliometria? Uma introdução ao Fórum. Internext, v. 10, n. 2, p. 1-5, 2015.

FAZOLI, J. C., et al. Incentivos fiscais como política pública de desenvolvimento industrial: uma análise empírica dos efeitos econômicos da concessão de crédito presumido de ICMS para as indústrias têxteis do estado de Santa Catarina. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 17, n. 51, 2018.

FONSECA, A. K., et al.Reflexo do Planejamento Tributário no Endividamento das Empresas Não Financeiras Listadas na Brasil Bolsa Balcão (B3). In: XX USP International Conference in Accounting, São Paulo, SP. Anais... São Paulo, SP: 2020.

GOMES, A. P. M. Características da governança corporativa como estímulo à gestão fiscal. Revista Contabilidade & Finanças, v. 27, n. 71, p. 149-168, 2016.

HOLANDA, M. C.; PETTERINI, F. C. Industrial DevelopmentfromTax Incentives: WithSpecialApplicationto Ceará. Journal Latin American Business Review, v. 7, p. 181-194, 2007.

LOPES, S., et al.A Bibliometria e a Avaliação da Produção Científica: indicadores e ferramentas. In: Actas do Congresso Nacional de bibliotecários, arquivistas e documentalistas, Anais...2012.

MAGALHÃES, A. M.; SIQUEIRA, L. Pernambuco's fiscal incentives program: An evaluation of recent performance. Journal Latin American Business Review, v. 7, p. 151-179, 2007.

MAGALHÃES, R. A.; FERREIRA, L. F. Relação Entre o Gerenciamento Tributário e a Evidenciação de Passivos Contingentes Tributários em Empresas Listadas no Novo Mercado da [B]3. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v. 8, n. 2, p. 82-100, 2019.

MAROSTICA, J.; PETRI, S. M. Custo-beneficio dos incentivos fiscais e indicadores de desempenho: um estudo de caso na empresa GRENDENE S/A. Enfoque: Reflexão Contábil, v. 36, n. 3, p. 136-152, 2017.

MARQUES, B. A.; LEAL, D.; RODY, P. H. A. Contribuição da lei do bem para o planejamento tributário de uma unidade empresarial e a percepção dos contadores do estado do espírito santo sobre incentivos fiscais e planejamento tributário. Revista Ambiente Contábil, v. 8, n. 2, p. 40-58, 2016.

OLIVEIRA, L. G. S. M., et al. Análise das políticas de incentivos fiscais nos municípios brasileiros: o caso da instalação da Grendene no município de Teixeira de Freitas–BA. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 13, n. 40, p. 37-53, 2014.

OLIVEIRA, O. V.; ZABA, E. F.; FORTE, S. H. A. C. Razão da não utilização de incentivos fiscais à inovação tecnológica da lei do bem por empresas brasileiras. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 14, n. 31, p. 67-88, 2017.

PALLUDETO, A. W. A.; FELIPINI, A. R. Panorama da literatura sobre a financeirização (1992-2017): uma abordagem bibliométrica. Economia e Sociedade, v. 28, n. 2, p. 313–337, 2019.

PEROBELLI, F. S., et al. Fiscal incentives and regional developmentprojects: Mercedes-Benz in Juiz de Fora (MG)- Brazil 1996/1999. JournalLatin American Business Review, v. 7, p. 49-75, 2007.

POHLMANN, M. C.; DE IUDÍCIBUS, S. Relação entre a tributação do lucro e a estrutura de capital das grandes empresas no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças-USP, v. 21, n. 53, p. 1-25, 2010.

PORSSE, A.; HADDAD, E.; RIBEIRO, E. P. Economic effects of regional tax incentives: A general equilibrium approach. JournalLatin American Business Review, v. 7, p. 195-216, 2007.

REZENDE, A. J.; DALMÁCIO, F. Z.; RATHKE, A. A. T.Avaliação do impacto dos incentivos fiscais sobre os retornos e as políticas de investimento e financiamento das empresas. Revista Universo Contábil, v. 14, n. 4, p. 28-49, 2018.

SAAC, D. M. P.; REZENDE, A. J. Análise das características determinantes das empresas que susfruem de subvenções e assistências governamentais. Revista Universo Contábil, v. 15, n. 2, p. 116–136, 2019.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. P. B. Metodologia de Pesquisa. 5. ed. Porto Alegre, RS: Mc Graw Hill e Penso, 2013.

VANTI, N. A. P. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, v. 31, n. 2, p. 152-162, 2002.

ZONATTO, V. C. S., et al. Reflexos Da Gestão Organizacional Nos Incentivos Fiscais De Inovação Tecnológica. Revista GESTO: Revista de Gestão Estratégica de Organizações, v. 7, n. 1, p. 102–126, 2019.

ZUCCOLOTTO, R.; RICCIO, E. Características da produção científica sobre transparência governamental publicada em periódicos internacionais. Revista Prisma.com, n. 20, p. 21–46, 2013.

Publicado
2020-11-05
Métricas
  • Visualizações do Artigo 273
  • PDF downloads: 378
Seção
ARTIGOS