ANÁLISE DO GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE COBRANÇA: UMA PROPOSTA DE FLUXOGRAMA E LAYOUT PARA UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO

  • Graciela Dias Coelho Jones Universidade Federal de Uberlândia (UFU) , Faculdade de Ciências Contábeis (FACIC), Núcleo de Contabilidade Gerencial e Finanças. http://lattes.cnpq.br/7915502007132569
  • Vanessa Ramos Silva Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Kellen Silva Freitas Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Palavras-chave: Gestão de Recebíveis, Processo, Fluxograma, Layout

Resumo

A inadimplência nas instituições de ensino tem aumentado a cada ano. A aplicação e execução de uma política de cobrança podem auxiliar na redução do montante de contas a receber. Assim a questão que direcionou este estudo foi: De que forma ocorre o gerenciamento do processo de cobrança em uma instituição particular de ensino e quais os pontos críticos apresentados por este processo? O presente trabalho tem o objetivo de analisar o gerenciamento do processo de cobrança de uma instituição particular de ensino localizada em uma grande cidade do estado de Minas Gerias. Adicionalmente, propõe um novo fluxograma para o processo de cobrança e alterações no layout da área financeira da instituição. A metodologia usada para o desenvolvimento do trabalho foi o Estudo de Caso. Como resultado obteve-se que o gerenciamento do processo de cobrança da instituição apresenta algumas deficiências, discutidas no decorrer da apresentação do estudo. Com a proposta do novo fluxograma para o processo de cobrança e as alterações no layout da área financeira, esperam-se grandes benefícios para o desenvolvimento das atividades e também para o resultado das operações, podendo ser destacados, entre outros: otimização dos processos de cobrança, redução do custo de salários, garantia de menores índices de inadimplência, melhoria na qualidade das atividades desenvolvidas e melhor distribuição do espaço físico. Ressalta-se a importância do mapeamento de processos por meio da utilização de fluxogramas para o gerenciamento de processos. Por meio do fluxograma, da observação e análise de pontos críticos tornam-se mais dinâmicas e ganham velocidade, auxiliando o processo contínuo de controle e avaliação do processo estudado. Quanto ao espaço físico, tem-se a considerar que um bom layout contribui para a eficiência das operações das organizações, facilitando a movimentação, a comunicação e o controle das atividades executadas pelos colaboradores, pelos gestores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Graciela Dias Coelho Jones, Universidade Federal de Uberlândia (UFU) , Faculdade de Ciências Contábeis (FACIC), Núcleo de Contabilidade Gerencial e Finanças.

Docente da Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Vanessa Ramos Silva, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Faculdade de Ciências Contábeis (FACIC)
Kellen Silva Freitas, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Faculdade de Ciências Contábeis (FACIC)

Referências

ARAÚJO, Luis César G. Organização, Sistemas e Métodos e as Tecnologias de Gestão Organizacional. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2007.

ASSAF NETO, Alexandre. Finanças corporativas e valor. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

BEZERRA, Ricardo. Inadimplência zero. Inadimplência escolar e sua cobrança. 2010. Disponível em: http://inadimplenciazero.com.br/artigos-inadimplenciacobranca.asp#escolar. Acesso em: 03 nov. 2012.

CHINELATO FILHO, João. Arte de organizar para informatizar. Rio de Janeiro: LTC, 1993.

CORDEIRO, Claudia V. C; SLAMA, Jules G. Qualidade acústica em escritórios panorâmicos: utilização de sistemas eletrônicos de mascaramento. Revista Acústica & Vibrações, n. 21, 1998. Disponível em: http://www.acustica.org.br/revistas.cfm. Acesso em: 03 nov. 2012.

D’ASCENÇÃO, Luiz Carlos M. Organização, Sistemas e Métodos: análise, redesenho e informatização de processos administrativos. São Paulo: Atlas, 2001.

DAVENPORT, T. H. Process Innovation: Reengineering Work through Information Technology, Harvard Business School Press, Boston, 1993.

DIAS, Marco Aurélio P. Administração de materiais: Uma abordagem logística. 4 ed. São Paulo: Atlas, 1993.

FARIA, J. C. Administração: Introdução ao estudo. 5. ed. São Paulo: Pioneira, 1997.

FERREIRA, J. T. Inadimplência no Setor Educacional. Espírito Santo: Hoper, 2005.

GIL, Antonio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GITMAN, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. 7º Edição, São Paulo: Editora Harbra, 2002.

HARRINGTON, James. Aperfeiçoando processos empresariais: estratégia revolucionária para o aperfeiçoamento da qualidade, da produtividade e da competitividade. São Paulo: Makron Books, 1993.

IUDÍCIBUS, Sérgio de. Análise de Balanços. 10 ed. São Paulo: Atlas, 2010. KAMEL, Nadim Mahmoud. Melhoria e reengenharia de processos empresariais focando o cliente. São Paulo: ERICA, 1994. ISBN 857194203X.

LIMA, Adriano Naves de. Risco de Crédito: Enfoque para a micro e pequena empresa recém constituída. 1 ed. Franca: Facef, 2002.

LONGENECKER, J. G.; MOORE, C. W; PETTY, J. W. Administração de pequenas empresas. São Paulo: Makron Books, 1997.

MARETH, T.; ALVES, T. W.; BORBA, G. S. Mapeamento de processos e simulação como procedimentos de apoio à gestão de custos: uma aplicação para o processo de registros e matrículas da universidade de Cruz Alta. In: Congresso USP, IX, São Paulo. Anais..., 2009. CD-ROM.

MEDEIROS, Edson Erthal de; REZLER, Gustavo; CORSO, Jansen Maia Del; SILVA, Wesley Vieira da. Fatores determinantes da inadimplência em instituições de ensino dos níveis fundamental e médio de Curitiba: um estudo de caso. In: Simpósio de Engenharia de Produção – SIMPEP, XII, 07 a 09 de novembro de 2005, Anais. Bauru/SP. CD – ROM.

MEDEIROS, K. M.; BRITO, F. I, e ARAUJO, A. O. Gestão de Crédito e Cobrança: análise dos resultados da terceirização em uma financeira. In: Congresso USP Iniciação Cientifica em Contabilidade, 5º, 24 e 25 de julho de 2008, São Paulo, Anais. São Paulo: USP, 2008. Disponível em: http://www.congressousp.fipecafi.org/artigos82008/115.pdf. Acesso em 5 ago. 2012.

MELLO, José Carlos Martins F. de. Negociação baseada em estratégia. São Paulo: Atlas, 2008.

OLIVEIRA, D. P. R. Sistemas, Organização e Métodos: uma abordagem gerencial. 18. ed. São Paulo: Atlas, 2006. OLIVEIRA, D. P. R. Sistema de informações gerenciais: estratégicas, táticas, operacionais. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

OLIVEIRA, R. S.; MACEDO, M. A. S. Análise da política de crédito adotada por empresas distribuidoras de combustíveis na cidade do Rio de Janeiro sob a ótica dos revendedores. In: Seminários em Administração – SEMEAD, XIII, 09 e 10 de setembro de 2010, São Paulo, Anais. São Paulo: USP, 2010. Disponível em: http://www.ead.fea.usp.br/semead/13semead/resultado/an_resumo.asp?cod_trabalho=525. Acesso em: 5 ago. 2012.

PLATTS, K.; MILLS, J.; NEELY, A.; GREGORY, M.; RICHARDS, H. Evaluating manufacturing strategy formulation processes. International Journal of Production Economics, v. 46-47, p. 233-240, 1996.

ROGLIO, K. D. Aperfeiçoamento de processos: uma oportunidade para desenvolvimento da aprendizagem em equipe. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção – ENEGEP, Salvador – BA, 2011. Disponível em: http://www.abepro.org.br/biblioteca/ENEGEP2001_TR21_0083.pdf. Acesso em 03 nov. 2012.

ROSS, S. A.; WESTERFIELD, R. W.; JAFFE, J. F. Administração Financeira. São Paulo: Atlas, 2002.

SANVICENTE, A. Z.; SANTOS, C. C. Orçamento na administração de empresas: Planejamento e controle. São Paulo: Atlas, 2000.

SECURATO, José Roberto. Crédito: Análise e Avaliação do Risco. São Paulo: Saint Paul Institute of Finance Editora, 2002.

SINEP/MG – Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais. Disponível em: http://www.sinepe-mg.org.br/. Acesso em 03 nov. 2012.

SLACK, Nigel; CHAMBERS, Stuart; JOHNSTON, Robert. Administração da Produção. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

Publicado
2012-12-13
Métricas
  • Visualizações do Artigo 2714
  • ARTIGO downloads: 1043
Seção
Artigos